17 dezembro, 2017

Cartão de Boas Festas com algumas previsões para 2018 - II


O anterior cartão tinha um sentido local, doméstico. Este é mais envolvente. Cá fica um cartão que encerra uma contradição e desejos sinceros mas quase impossíveis de acontecer, embora já tenha acontecido e até vem, algures, acontecendo...
E agora algumas previsões para o ano que aí vem: 
  1. Trump não mudará de penteado, a menos que alguém o despenteie;
  2. Jerusalém só não será capital de Israel se o Pentágono não quiser;
  3. A NATO continuará a ser o braço armado da defesa da Paz no Mundo e continuará com a estratégia de a melhor defesa ser o ataque, tal como se tem visto desde a invasão do Iraque;
  4. Sejam quais forem os resultados eleitorais na Catalunha, Barcelona continuará a ser a sua capital;
  5. A tendência para que 1% dos mais ricos continuem a concentrar  riqueza  é uma certeza, o que não será novidade. A novidade é que a classe média continuará sem perceber que esmifrar a pobreza já não chega;
  6. Aquela tendência também se registará em Portugal, donde a necessidade mais que evidente das IPSS continuarem a crescer: