26 dezembro, 2017

Um debate vivo, em ambiente natalício (como documenta o vídeo)


Às tantas, estávamos os quatro reunidos. Já nenhum se lembra como começou a conversa. Talvez pela água, passando pela seca que nunca mais acaba e esta ser um recurso escasso. É ouro! Se é raro, que se penalize o desperdício, se carregue no preço. Cuidado, há 10 milhões e ninguém sabe a quantos o salário mal chega para pagar as alcavalas associadas ao preço da água. Há quem se sirva nos fontanários e mal abra a torneira.
Tendo chegado a acordo nesse ponto, passou-se a falar da justiça e dos que a ela vão escapando, das redes de compadrio, dos boys, dos escritórios de advogados bem representados nas bancadas dos deputados, da maçonaria. E como as palavras são como as cerejas, depressa caímos na apreciação à Democracia, de como Hitler foi inicialmente apoiado e depois derrotado, e como a noite era nossa, debatemos noite fora, tirando eu a mesma (ali inconfessada) conclusão: MUDAR O MUNDO NÃO CUSTA MUITO, LEVA É TEMPO!

O jantar? Ah, pois! Foi assim!

6 comentários:

o mar e a brisa do prazer de aprender disse...

Que vídeo lindo!! Passei para desejar um ótimo ano novo . Abraços , com sabor de mudanças boas .

Anónimo disse...

Sem vídeo, mas com testemunhas, o "meu" bacalhau com batatas, cenouras e pencas também estava uma delícia. E as rabanadas/fatias-douradas/paridas, não lhe ficaram atrás, tal como o debate vivo em ambiente solidário e natalício.

Abraço,

Maria João

Maria Eu disse...

Família linda!

Beijinhos grandes e coninuação de Festas Felizes, Rogério.

Ricardo- águialivre disse...

.
Passando, lendo, e deixando a minha mensagem de Ano Novo
.
Tema: -- FELIZ ANO NOVO DE 2018 --
.
Abraço

Manuel Veiga disse...

caro Rogério, meu amigo
um prazer ver-te a comandar as "operações" natalícias
tens uma bonita família que te merecem, estou certo disso.

que o Ano Novo venha repleto de felicidades pessoais para ti e todos que amas

é um privilégio a tua amizade e camaradagem

fraterno abraço

Janita disse...

Era mesmo disto que eu estava à espera.:-)

E agora vou fazer a análise, bem fundamentada...

O que os quatro 'marmanjos' falaram, não sei nem deve ter sido nada de interesse...Só um era pensante!

O Miguel já bebe cerveja e continua alegre....

As três meninas-dos-olhos do Papá e da Mamã, possuem um espírito ainda mais jovem do que os membros da terceira geração e são unha-e-carne. Que lindo isso!!...
Os piquenos não são adeptos de bandoletes natalícias, já as meninas foram um doce e acataram o que manda a tradição e...a mãe/tia...
Não faltaram os famigerados smatphones...até na mão do pai natal desfardado...

E com isto, acho que disse tudo o que me pareceu de mais notório...ah, o Rogério percebe de corte de lombo de perú...ou não eras tu?