08 dezembro, 2017

Trump: “Hoje, finalmente reconhecemos o óbvio: que Jerusalém é a capital de Israel”

«...este súbito anúncio põe fim a uma encenação de décadas: a dos EUA como mediador do “processo de paz” israelo-palestiniano. As aspas são porque não há processo de paz nenhum. Portanto, o anúncio de Trump não o inviabiliza, como muita gente tem lamentado. O que faz é puxar o tapete a quem se esforçava por manter a ideia de que os EUA estavam empenhados num “processo de paz”. Desde que Israel é Israel, todos os presidentes americanos fizeram, mais ou menos, esse esforço. Era estratégico, dominou a política da Casa Branca, e o que muitos comentadores americanos parecem lastimar mais no anúncio de Trump é que ele retire aos EUA o protagonismo de sempre.»

Acabou o teatro dos EUA entre Israel e Palestina (ler tudo aqui)

A realidade? A realidade é nos vídeos narrada e explicada como se todo o mundo fosse muito estúpido...

.

1 comentário:

Anónimo disse...

Para já, partilho. Terei de voltar para ler atentamente.

Abraço.

Maria João