07 abril, 2016

Redacções do Rogérito 30 - "E se fosse eu"

A stora escreveu no quadro a pedido de um senhor bem vestido e engravatado o tema para esta redacção e deu depois longa explicação de que naquela terra havia muita guerra e que as casas eram arrasadas e que se eu tivesse de fugir de lá o que eu levaria na minha mochila.  
Pensei pensei e lá me desenrasquei enumerando tudo aquilo que ia pensando tendo o cuidado de seleccionar para a mochila tudo o que não a fizesse pesada ou pelo menos não pesar tanto quanto a sacola que hoje trouxe para a escola.
A primeira ideia foi um monte de envelopes para colocar dentro pedacinhos de erva e terra à mistura com insultos e gritos e um lápis para lá ir registando cada país que me vai expulsando e a pertencem aqueles pedaços de memória e além dos envelopes juntava uma tesoura para cortar pedaços de arame-farpado daquele que há espalhado por todo o lado.
Levava também uma garrafa sem nada para poder lá ir deitando as lágrimas que fosse chorando e uma agenda calendário para não me perder no tempo ir escrevendo meu diário.
Tudo coisas úteis para quando o meu regresso se der eu não esquecer. É que um dos grandes males do mundo é a gente esquecer-se de tudo.