19 abril, 2018

Embuçada, escuta bem / Que hoje não fique ninguém / Embuçado nesta sala


Este meu espaço, aberto e arejado, dá abertura a qualquer criatura. Ultimamente tem acolhido "anónimos" que assinam e outros, que não o sendo, vai parar ao mesmo, pois entram com nomes que não lembra ao Diabo e  se assinam mascarando o perfil.
Aceito isso, pois em tempos fui eu próprio (de certo modo) clandestino.

Escreveu uma tal Mafalda, que não tem a ver nem com o Quino nem comigo, e que me provoca, assim:
«...Esqueceu-se do "Marcelinho", um Sistema criado com a matemática "perfeita", 2.413.956 votos passam a 52% e a Presidente de Todos os 10.325.500 portugueses, nessa altura porque, hoje, já somos menos.
Votar para euro-deputados que não podem propor, nem vetar Leis e, aprovar coisas no Parlamento vindas "de fora" por estarmos algemados a uma Dívida que não pára de crescer... "A bem dos Portugueses" quase me fez vomitar... devo estar a abusar do vinagre...»
Disse ela.

"Pois!", digo eu (e de pronto me ocorrem palavras de Saramago, que sempre deu a cara)

8 comentários:

Anónimo disse...

Como também lhe disse, estou no Mundo mas não quero pertencer a este tipo de Mundo, portanto a Ribalta não me seduz, onde alguns dizem praticar o Bem mas, há muito que desligaram a sua Consciência Moral e nas suas acções diárias "Não bate a bota com a perdigota" só querem chamar as atenções para si próprios e ficar bem na fotografia... sorry... na selfie ;)

Para um Mundo melhor também já lhe falei da receita e única solução, cada um ser responsável pelas suas próprias acções diárias, usando aquilo com que nasceu, Consciência Moral e Livre Arbítrio e deixar de colaborar com aquilo que está mal ou prejudique outros. Em qualquer Sociedade quando, individualmente, a Consciência Moral decresce, a Liberdade também decresce.

Uma Elite que sempre quis um Poder Global, Absoluto e com Controlo Total sobre as nossas vidas além de seguirem, um Programa à risca, mais visível nas últimas décadas, contrataram think tanks para, numa engenharia social, alterarem Valores e desligarem Consciências, uma guerra silenciosa onde começam a ter o poder de vida e de morte e, todos os métodos que utilizaram dava para escrever um livro mas, posso deixar um exemplo actual.

A qualquer hora da madrugada, posso desligar o meu rooter e ficar ligada por cabo para evitar as radiações electro-magnéticas, no entanto posso confirmar que tenho dentro da minha casa, sem ter dado autorização, mais de 13 redes de wifi, 6 delas no máximo incluindo o tal 5G, provavelmente dos contadores smart que, apesar de estarem fora de casa, alguém deu permissão para este tipo de genocídio, onde os primeiros "a cair" nesta guerra, o aumento da incidência do cancro nas crianças de 11%, os idosos com Alzheimer ou AVC's e nas grávidas, se os filhos saírem autistas ou com problemas de aprendizagem, nunca vão ligar factos de que vivem dentro de um micro-ondas.
Se avisam em letras miudinhas que não se deve usar o smartphone mais do que uns minutos por semana (para poderem lavar as mãos em tribunal) imagine viver, permanentemente, não só bombardeado mas, num caldo de frequências com mais uns zeros.

Este tipo de ignorância foi premeditada e, naturalmente, indivíduos com a Consciência "desligada" assinam e legislaram as respectivas autorizações.
Tal como aqueles que deitam bombas, destruindo e matando crianças e, dão a desculpa que estão só a fazer o seu trabalho obedecendo a ordens mas, todos os que desligarem a sua Consciência Moral, são ainda mais culpados que a Elite de psicopatas que passou a ter uma criadagem de políticos a nível global, a fazer exactamente o mesmo, por ganância, egos com sonhos de Poder ou pura maldade.

Cada um de nós tem de ser um antivirus e enquanto, individualmente, se for ovelha a seguir o rebanho e só se saiba cumprir Ordens, esta guerra estará perdida e, como já lhe disse, foram todos bem treinados para nem saber que ela existe. Presentemente e, a nível Global uns "acordam" enquanto outros continuam a "dormir" e, aqui, sim, tem de acontecer uma matemática real com percentagens reais.
Como meia dúzia de Corporações, controlam a informação a nível global, os "acordados" só podem avisar porque, cada um, têm de querer acordar, pesquisar sozinho e passar a usar a sua Consciência Moral e o seu Livre Arbítrio.
Algo muito difícil de acontecer, drogados com químicos, comida geneticamente modificada, com cada vez menos nutrientes e agora com radiações para lhes porem o cérebro em açorda e o começo da Censura porque quando se fala de coisas, realmente, importantes, há trolls pagos para vexarem e achincalharem a Verdade... estamos e, ainda vamos ficar, a cada dia, mais "enterradinhos", na ignorância e na estupidez.

Como esta Criação/Dimensão/Realidade, nasceu com Leis que não se podem mudar por legislação feita por homens, a maioria vai aprender, à força, a mais evidente Causa/Consequência.
Mafalda

Maria João Brito de Sousa disse...

Curiosamente, acordei e dei comigo a reflectir, cá com os meus botões, sobre o anonimato assinado de que aqui falas. Eu, que tal como Saramago, sempre dei a cara. Eu que bem sei que desde que o censo começou a ser feito neste país, houve, ao todo, nove mulheres a quem foi dado o nome de Maria João Bazilio Brito de Sousa, mais não fazer do que assinar o meu nome quase completo e estampar o meu real e muito degradado frontespício na fotografia de perfil.

Lembro que, quando no FB, me faço representar por um cravo vermelho comunista, mas deixo à disposição de toda a gente e mais alguém, fotografias que facilmente remetem para a minha pessoa.

Eu, deduzindo que haja por aí umas boas dezenas de milhar de Mafaldas, muito gostaria que quem se me dirige pelo vocativo fizesse exactamente o mesmo.

Mas quem sou eu para exigir, a quem por aqui navega, a transparência que qualquer bocadinho de respeito pelo próximo me merece a mim? Não venho aqui provocar ninguém e muito menos a ti.

Sou apenas uma gotinha de água no oceano mas, como sou bastante mais fluente a dizer as coisas em poesia do que em prosa, termino com um soneto que escrevi há alguns anos;


DEMOCRACIA(S)



Que capa ostentas tu, Democracia?
Conforme à “barricada” lhe convém,
assim te vais vestindo de ousadia,
ou de odalisca presa em pleno harém

Pois se, acaso, te abraça a tirania,
a capa desbotada é que irá bem
com essa com que a astuta oligarquia
disfarça a escravatura em que te tem

Mas, sendo uma questão de perspectiva,
dizer que és mesmo tu, vendo-te assim,
louvada por alguns, quando cativa,

Não sei, Democracia, se és, pr`a mim,
mera lembrança de outra que vi, viva,
vestida de vermelho e... livre, enfim!


Maria João Brito de Sousa, 16.07.2015 – 15.04h

Abraço-te, Rogério, e deixo a minha saudação a todos os que te vêm ler, anónimos ou não.

Gil António disse...

Se calhar disse e disse bem, não sei...
.
* Criança brincando ... em interno lamento. *
.
Deixo cumprimentos poéticos.

Elvira Carvalho disse...

Gostei de ler. Especialmente o soneto da Maria João.
Abraço e bom fim-de-semana

Maria João Brito de Sousa disse...

Obrigada, Elvira.

Abraço e um bom fim-de-semana para si também.

© Piedade Araújo Sol disse...

Andei aqui a ler e detive-me no soneto da Maria João que merecia destaque no próximo 25 de Abril, pois está excelente, mas isto sou eu a divagar em seara alheia...ou melhor em blogue alheio
bom fim de semana.
obrigada pela presença lá no meu espaço.
beijinhos
:)

Rogerio G. V. Pereira disse...

«Para um Mundo melhor também já lhe falei da receita e única solução, cada um ser responsável pelas suas próprias acções diárias, usando aquilo com que nasceu, Consciência Moral e Livre Arbítrio e deixar de colaborar com aquilo que está mal ou prejudique outros.»

Isso, individualismo! Poder desligar o "rooter"...

Essa é a liberdade querida?

Aprendi que a sociedade capitalista ideal é aquela em que somos um somatório de ilhas. Nesse ideal, qualquer rebanho é perigoso pois pode acordar e assumir consciência de classe... e os antes enterradinhos desenterram-se!

Maria João Brito de Sousa disse...

Obrigada por ter lido o meu soneto às duas faces da Democracia, Piedade.

Beijinhos