15 julho, 2010

Mais confiante nas gerações futuras do que na eficácia dos deuses...

Ontem, depois de ter lido o que eu próprio escrevi, emocionei-me. Dei por mim a ler e reler os meus textos de base. Emocionei-me por ter verificado que o alargar do conhecimento cimenta-nos convicções e valores. E tudo isso, tendo os mitos de outros povos como pano de fundo... Tal inspira-me este post. Não só para introduzir um factor tangível de esperança, as novas gerações, como também para fazer um apelo aos cerca de 34% dos professores que, como eu, não aceitam de modo nenhum a corrupção (mesmo se pequena e em nome de benefícios pessoais ou doutrem). Assim, ponho em destaque as crianças, porque são o que de melhor o Mundo tem e os que mais podem melhorar o Mundo...

Empolgada com a mitologia egípcia ,
ela aceita o desafio de enfrentar a vida
batendo-se por um coração tão leve quanto a pena da deusa Maat...

Disposto a seguir todos os tiques e preceitos dos adultos que admira, mesmo não entendendo peva do que escrevi, ele faz uma "exigência":Que os seus professores lhe contem e expliquem o que está escrito, nos meus textos e nas inscrições egípcias...

Por fim, o meu neto Diogo tem tanta fé em mim como eu tenho nele...