19 julho, 2013

D. Manuel Clemente e o meu compromisso

D. Clemente sorridente, em alegre cavaqueira, no sentido literal do termo...

D. Manuel Clemente, hoje no DN, deu entrevista extensa a dizer o que pensa. Não posso comentar o que não pensa, nem se o que respondeu é sincero ou se arrasta pontas de ironia. Registo olhando a fotografia: "A visão que o mundo tem de si próprio é determinada por meia dúzia de indivíduos que estão nas grandes centrais de comunicação" 

Lá pelo meio, avança, "A juventude olha para os políticos com desconfiança"... e fico a pensar que boa oportunidade perdeu para falar do meu compromisso de candidato e de politico e que Fernando Campos há poucos dias aludiu: 
"...me comprometo, em caso de ser eleito, a manter o cargo à disposição da coligação que represento; a não enriquecer com a política (o remanescente do que auferir no exercício desse cargo que exceder os meus actuais rendimentos será canalizado para um fundo em benefício de freguesias ou concelhos com eleitos da CDU) e a defender exclusivamente os pressupostos do seu manifesto eleitoral..."
Eu e alguns milhares assinaram igual compromisso. D. Clemente não falou nisso. É que a juventude (quase sempre generosa) gostaria de tal prosa e ele prefere falar em desconfiança, sem nada dizer para a desfazer.