01 julho, 2013

E já agora, porque não aproveita Passos Coelho o texto de Gaspar? Ajusta-se por inteiro o mesmo argumentário, para se por a andar


Comecei o dia a ler um parvo encartado com a incumbência de deixar recado. Dizia o moço: "Carlos Silva e Arménio Carlos percebem sem dificuldade que as greves são uma perda de tempo, nada alterando numa situação em que não há escolhas. Mas têm de apresentar serviço e fingir que existe outra política que evitaria os sacrifícios..." 
Acabo o dia a perceber que por mais que se insista na desvalorização dos actos de luta e resistência, vale a pena manter a erguida a cabeça, e não dobrar a espinha... 
E já agora, porque não aproveita Passos Coelho o texto de Gaspar? Ajusta-se por inteiro o mesmo argumentário, para se por a andar