01 julho, 2013

E já agora, porque não aproveita Passos Coelho o texto de Gaspar? Ajusta-se por inteiro o mesmo argumentário, para se por a andar


Comecei o dia a ler um parvo encartado com a incumbência de deixar recado. Dizia o moço: "Carlos Silva e Arménio Carlos percebem sem dificuldade que as greves são uma perda de tempo, nada alterando numa situação em que não há escolhas. Mas têm de apresentar serviço e fingir que existe outra política que evitaria os sacrifícios..." 
Acabo o dia a perceber que por mais que se insista na desvalorização dos actos de luta e resistência, vale a pena manter a erguida a cabeça, e não dobrar a espinha... 
E já agora, porque não aproveita Passos Coelho o texto de Gaspar? Ajusta-se por inteiro o mesmo argumentário, para se por a andar

13 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Parece que a carta está muito interessante!
Espero que seja divulgada amanhã nos jornais!
Subscrevo!
Aplica-se a todo o desgoverno!

Lídia Borges disse...


Parafraseando o Manuel:

«babilónicos, resistam!...»

Lídia

Maria João Brito de Sousa disse...

Exactamente, Rogério... mas seria esperar demais...


Abraço!

Graça Sampaio disse...

Isso é que era!!! Mas era sorte de mais!
Também li esse pacóvio e agora estou aqui a ouvir outros pacóvios (Santana Lopes entre eles) na televisão a fazerem os mais rasgados elogios ao Gaspareto.

Começo a acreditar ue isto está por pouco...

heretico disse...

boa malha, Rogério

grato por dares a conhecer a carta. voltaremos ao assunto, provavelmente...

abraço

Branca disse...

É verdade, apesar de todas as bocas parvas, sempre que as águas se agitam e a resistência se afirma alguma coisa se transforma. Este fez-me lembrar o outro que quando viu as coisas feias fugiu para a Comissão Europeia e só nos tem deixado mal vistos. Uns "cobardes".

Beijos

Ana Tapadas disse...

Essa é que era...
Esperemos que o castelo de cartas se desmorone...

Beijinho e boa noite

ematejoca disse...

Caso o Passos Coelho aproveite o texto do Gaspar, continuo a não ver uma luz ao fundo do túnel, Rogério!

Vejo sim, um toninho muito inseguro...

quem és, que fazes aqui? disse...


E, quando a nau está a afundar-se, os primeiros a darem sinal disso são os ratos.

Beijo

Laura

Anónimo disse...

É verdade, apesar de todas as bocas parvas, sempre que as águas se agitam e a resistência se afirma alguma coisa se transforma. Este fez-me lembrar o outro que quando viu as coisas feias fugiu para a Comissão Europeia e só nos tem deixado mal vistos. Uns "cobardes".

Beijos

Gisa disse...

Tem vezes que preciso dos teus olhos. Só isso...
Um bj

Branca disse...

E as águas continuam agitadas... Hoje parece ser o dia de todas as mudanças, oxalá possamos juntos, afirmando-nos do lado de fora, levar este país a outro rumo...
Depois de Portas, já se fala em Assunção Cristas, que poderá também ela ter pedido a demissão, é um governo que cai aos pedaços e se mesmo assim teimar em se manter, então aredito mesmo que temos um potencial ditador.

Beijos

maceta disse...

Tanta sapiência, tanto saber, tanta imaginação e, no entanto, o "bítaro" até reconhece a sua incompetência.A vida é bastante mais do que uma teoria...