02 julho, 2013

Passos, Portas, Seguro, os comentadores de serviço, os canais de televisão, todos alinham pelo mesmo diapasão... Falta vir Cavaco falar-nos do inesperado!

"No dia 22 de Outubro de 2012, há pouco mais de oito meses, dirigi-lhe uma carta em que assinalava a urgência da minha substituição no cargo de Ministro do Estado e das Finanças. Agora, em meados do ano seguinte, essa substituição tornou-se inadiável..." Gaspar, na tal carta de renúncia
Inesperado o carago! Cada um foi delineando o que dizer, para o dia em que viesse a acontecer! E a encenação continua, e continuará mesmo depois do governo ir para a rua. Os comentadores, que se bem se lembram há oito meses atrás eram bem menos, farão o papel que lhes foi traçado. Continua o teatro, mesmo sem as pancadas de Molière.

Só que há uma realidade que terá mudado: ninguém liga às marionetas. Acabou-se o teatro. E é na rua que a luta continua!

12 comentários:

Maria João Brito de Sousa disse...

Quase me sinto uma privilegiada por não ver (nem ouvir...) os comentadores...


Abraço!

Anónimo disse...

As tuas linhas Myra rompem todas as fronteiras, onde quer que estejam e sempre nos ensinam os caminhos da liberdade. "Si sabes ver", :) e tu sabes sempre...tens todas as respostas nesse teu maravilhoso livro, quando nos falas de tantas coisas profundas e únicas. Lembras-te quando nos alertas àcerca do discurso dos eruditos? E terminas tão bem "...y en tu silencio, en tu soledad, encontrarás lo que buscas." e tu sempre te encontrarás, dia após dia, um dia de cada vez, vivendo apenas o momento presente,porque só ele existe, só ele vale a pena.

Beijos, muitos.
Branca

jrd disse...

Não digas todos os comentadores, porque as pitonisas Marcelo R S e Marques Mendes estavam a apanhar bonés.

Branca disse...

È verdade Rogério, "somos donos do nosso destino" e temos que lutar por ele, por isso tenho tido tão pouco tempo para vir por aqui, porque o tempo pouco me chega para outras lutas, algumas na rua, outras nas greves.

Admira-me também que em momentos tão sérios e importantes ainda haja quem se divirta a espalhar num copy/past pela blogosfera fora comentários meus feitos noutros espaços, como o que está acima, só lamento por este ser um momento e um post de extrema importância para todos nós portugueses e se o autor pensa que me manda embora da casa de amigos ou que me descredibiliza por isso, pode perder o seu tempo à vontade, não tenho complexos desses, sei quem sou e continuo a não lhe dar a mínima importância. Por acaso até trabalho num serviço de psiquiatria e os doentes que conheço são todos bem mais saudáveis e afáveis que este personagem.
Desculpa este aparte, mas apesar de me ser completamente indiferente não quis que o teu post fosse assim desprezado sem uma explicação qualquer.

Vamos sim derrubar todas estas marionetes, porque é impossível continuar a governar desta forma e só um cego não o vê e o maior cego é o Presidente da República. Por muito menos já um Presidente dissolveu uma Assembleia da República neste país e convocou eleições antecipadas e esta falta de atitude é uma pura cobardia de quem quer sacudir a água do capote.

Volto, sempre que puder, enquanto a tua casa estiver aberta.

A minha poderá estar um dia muito mais tarde, talvez na aposentação. Neste momento não tenho capacidade para a manter, mas andarei por aqui.

Beijos
Branca

quem és, que fazes aqui? disse...


Tem de ser na rua! E, pelos vistos, as marionetas continuam a mexer-se!!!

Beijo

Laura

maceta disse...

não sabem estar calados e a conversa descamba na rua...

Graça Sampaio disse...

Mas as marionetas vão continuar a ser marionetas e vão continuar a gostar de ser marionetaadas...

Cambada de mongos!!! (Hoje estou impossível de aturar com esta palhaçada toda!!!)

heretico disse...

as marionetas continuam o teatro. e quem mexe os cordelinhos está noutro lugar...

abraço

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Tomei boa nota da sua chamada de atenção, Rogério. Escrevi aquele post poucos minutos antes de entrar no avião de regresso a Portugal e ainda não sabia da demissão do Portas.
No entanto, como pode constatar o teatro continua. Em exibição neste momento, estará a decorrer em S. Bento, a exibição de " Comédia de Enganos".
A mim é que não me enganam, porque com o encenador que temos (Cavaco) e o trio de actores em palco (Seguro, Coelho e Portas) vai tudo continuar na mesma durante algum tempo...
Abraço

Lídia Borges disse...


Penso que o "enredo" homenageia Kafka no seu 130º aniversário.


Um beijo

Anónimo disse...

È verdade Rogério, "somos donos do nosso destino" e temos que lutar por ele, por isso tenho tido tão pouco tempo para vir por aqui, porque o tempo pouco me chega para outras lutas, algumas na rua, outras nas greves.

Admira-me também que em momentos tão sérios e importantes ainda haja quem se divirta a espalhar num copy/past pela blogosfera fora comentários meus feitos noutros espaços, como o que está acima, só lamento por este ser um momento e um post de extrema importância para todos nós portugueses e se o autor pensa que me manda embora da casa de amigos ou que me descredibiliza por isso, pode perder o seu tempo à vontade, não tenho complexos desses, sei quem sou e continuo a não lhe dar a mínima importância. Por acaso até trabalho num serviço de psiquiatria e os doentes que conheço são todos bem mais saudáveis e afáveis que este personagem.
Desculpa este aparte, mas apesar de me ser completamente indiferente não quis que o teu post fosse assim desprezado sem uma explicação qualquer.

Vamos sim derrubar todas estas marionetes, porque é impossível continuar a governar desta forma e só um cego não o vê e o maior cego é o Presidente da República. Por muito menos já um Presidente dissolveu uma Assembleia da República neste país e convocou eleições antecipadas e esta falta de atitude é uma pura cobardia de quem quer sacudir a água do capote.

Volto, sempre que puder, enquanto a tua casa estiver aberta.

A minha poderá estar um dia muito mais tarde, talvez na aposentação. Neste momento não tenho capacidade para a manter, mas andarei por aqui.

Beijos
Branca

Fê blue bird disse...

O povo anda adormecido, será do calor ou gosta do espectáculo :(

beijinho