08 junho, 2013

Poesia (uma por dia) - 42

Foto da net
Um Eu
Se te olho
A ti
Um Tu
Ali
Eu que te olho
Tu que és olhado
Somos dois
Ah!,
e há tanto... depois

A maior solidão
É um Eu, só
(mesmo que se olhe)
Rogério Pereira 

7 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Bom dia Amigo
Aqui está um olhar bonito diferente.
Eu olho e tu olhas mas estamos descoordenados e não vemos as mesmas coisas...

Depois um olhar só de solidão que dói.

Desculpa-me as ausências.
Perdido... cansado, mas com toda a amizade e respeito guardado.

quem és, que fazes aqui? disse...


Não consigo comentar. Porque bateu fundo e me afundei.

Beijo

Laura

Lídia Borges disse...


"Há tanto... depois"

Pois há, Rogério. Mas há também pouca coragem, pouco empenho e pouca determinação.

:)

Mar Arável disse...

Por vezes necessariamente só

mas nunca isolado
Belo poema meu irmão

jrd disse...

Um belo poema que é um espelho.

Gisa disse...

Sinto-me olhada.
Gosto.
Um bj

heretico disse...

assim se constroem laços e nós...

gosto. deveras.

abraço, meu caro Rogério.