25 junho, 2013

Poesia (uma por dia) - 45

As Bandeiras Vermelhas", óleo sobre tela de M. H. Vieira da Silva (1939)

O Elogio da Dialéctica (*)
A injustiça avança hoje a passo firme
Os tiranos fazem planos para dez mil anos
O poder apregoa: as coisas continuarão a ser como são
Nenhuma voz além da dos que mandam
E em todos os mercados proclama a exploração;
isto é apenas o meu começo

Mas entre os oprimidos muitos há que agora dizem
Aquilo que nòs queremos nunca mais o alcançaremos

Quem ainda está vivo não diga: nunca
O que é seguro não é seguro
As coisas não continuarão a ser como são
Depois de falarem os dominantes
Falarão os dominados
Quem pois ousa dizer: nunca
De quem depende que a opressão prossiga? De nòs
De quem depende que ela acabe? Também de nòs
O que é esmagado que se levante!
O que está perdido, lute!
O que sabe ao que se chegou, que há aì que o retenha
E nunca será: ainda hoje
Porque os vencidos de hoje são os vencedores de amanhã
 Bertold Brecht 
 (*) Poema reeditado, post de 2011

11 comentários:

São disse...

Feliz escolha!

sabres? Acho que temos a obrigação de vir para a rua gritar durantes semanas sucessivas , todos os dias, como estão fazendo no Brasil e não s
o.


Fica bem

Maria João Brito de Sousa disse...

Excelente escolha, Rogério!

Abraço grande!

Gisa disse...

Luto. O Brasil está em chamas por reformas. Como está não dá mais para ficar.
Um grande bj querido amigo

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Um ar fresco da manhã. Uma esperança pintada de verde e uma luz brilhando no horizonte.
Como diz o poema:
- espero que os vencidos saiam vencedores -
Que esse amanhecer aconteça nestes tempos de roubo e opressão e que ninguém fique instalado à espera do sacrifício dos demais, dos guerreiros, dos que nunca se deixarão subjugar.

quem és, que fazes aqui? disse...



E assim será! Já faltou mais!

Beijo

Laura

. intemporal . disse...

.

.

. novamente . e pela segunda vez consecutiva . venho encontrar aqui . uma poesia . sinto.me um sortudo .

.

. :))) .

.

.

jrd disse...

Os vencedores de amanhã são os que lutam toda a vida, são os imprescindíveis".

Abraço

heretico disse...

"Quem ainda está vivo não diga: nunca..."

... e lute!

Graça Sampaio disse...

Excelente!
Havia de vir na primeira página de todos os jornais. Todos os dias!
E mesmo assim, não sei...

JP disse...

Nós lutámos. Nós vencemos. E Bertold Brecht como companheiro....


Abraço

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido amigo

Hoje passando apenas para agradecer o seu carinho durante a minha ausência.
Os amigos revelam-se nessas alturas.

Um beijinho com carinho
Sonhadora