27 fevereiro, 2016

Sábado... Foi assim, a semana que hoje finda (15)


Segunda-feira (e durante a semana inteira) -  Lembrando um poema "Até que o Sol nos apareça"

Uns dizem palavras de desalento
Outros que esperam ter esperança em Maio
A maior parte, não fala e quando saio
Oiço queixas veementes de tão mau tempo
...

Avancemos, chuva adentro
Chuva adentro
Até que o Sol nos apareça, e brilhe                           como se fosse Abril
 Terça-feira

Como se fosse Abril de novo, naquela noite de 4 de Outubro, fez-se a esperança. Tinha, o segundo mais votado, posto a esperança de lado. O terceiro festejava por ter obtido farta votação sem retirar, do todo, a conclusão. Veio pela voz "inesperada" a esperança: "O PS só não será Governo se não quiser".
E quis. Seguiram-se negociações, compromissos, pressões. E o desfecho aconteceu, histórico. Sabe a pouco? Mas neste caso o pouco é tanto!


Quarta-feira 

Foi um dia em que o sol  espreitou e a família apareceu, embora nem toda pois parte querida está distante. Aqui, neste espaço, tal foi festejado e ofereceram-me Ary. Seu poema começava assim:
«Meu Camarada e Amigo
Revejo tudo e redigo
meu camarada e amigo.
Meu irmão suando pão
sem casa mas com razão.
Revejo e redigo
meu camarada e amigo»
De pé, senti-me grande e com alma de menino.


Quinta-feira

"Já cá tô" foi o sms que lhe enviei. Dali a pouco chegava ela. Percebera que fazia o esforço de chegar e que desde o último nosso encontro era visível que a vida se lhe tinha tornado um constante desafio, um apelo à sobrevivência. Sentou-nos e falámos sobre tudo o que nos ocorria até falarmos do que ali me trazia. Estendeu-me a pen e fez-me algumas veementes recomendações. Em casa, li todos os sonetos e fiquei com uma certeza...


Sexta-feira

Com textos diversos (e alguns avessos) os jornais falavam do Congresso. Um pelo referido deixava prever o desfecho. Escrevia:
«“Na generalidade acho que [Arménio Carlos] respondeu bem”, resume Carlos Trindade, porta-voz da tendência socialista, acrescentando que o mandato do líder da central ficou marcado por um momento político que exigia “muita união e expressão pública”. (...) Também Francisco Alves, dirigente sindical com ligações ao Bloco de Esquerda, realça que, nos últimos quatro anos, o trabalho “foi muito exigente”, mas a CGTP e o seu líder “esteve à altura do desafio”.»

Sábado - É hoje e amanhã é o primeiro dia do resto das nossas vidas!

8 comentários:

  1. :) ... "chuva adentro, chuva adentro", rasgando o dia gelado com a alma em chamas, "até que o sol nos apareça e brilhe como se fosse Abril"!

    Beijo grande!


    Maria João

    ResponderEliminar
  2. Já cá estive ontem. Saí sem deixar rasto. Porque me falta estrutura intelectual para comentar este post, embora julgue tê-lo entendido na perfeição.
    Vivamos então este primeiro dia, com a esperança de que em breve o sol virá, e fará renascer Abril.
    Um abraço e bom domingo

    ResponderEliminar
  3. Uma semana em cheio
    Com tanta coisa de permeio!

    E apesar do frio e da chuva
    Calhou tudo como uma luva!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que me calha
      é a natureza que o traça

      O que nos calhou
      resulta
      do esforço de quem lutou

      Uma semana em cheio
      Graça
      Uma semana cheia
      plena

      E a realidade deixou de ser a mesma

      Eliminar