25 fevereiro, 2016

Quem deve levar a mochila ou a sacola é quem vai para a escola?


Nem a imagem é a do meu neto nem a sua escola tem esse aspecto. Ela vem a propósito da questão que dá titulo a este texto e, também, com o que vejo da minha janela. E vejo um mundo através dela. Vejo, cedo, perto das 9, um carreirinho de meninos e meninas. Uns sobem a rua, outros atravessam a praceta e outros, poucos, vêm do lado de lá, e confluem na subida. Todos no mesmo sentido, a escola é um pouco acima. Eu desanimo, quem leva a sacola é quem não vai para a escola. 
Hoje de manhã, mães e pais, os mesmos, lá vão. Até que... alegria imensa. Atravessando a rua, o pai alargava o passo para pôr cada passo alinhado em cima da tarja branca da passagem de peões. Atrás, o miúdo saltava, copiando o pai. Iam divertidos mas percebia-se que, ao miúdo, lhe pesava a sacola. 
Como não pesar, se era ele quem ia para a escola?

10 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Quando coincide o filho e a nora saírem tarde, eu vou buscar a neta à escola. Fez este mês 7 anos.Ela tem uma mochila trólei e sempre a traz. Apenas a ajudo na subida e descida do autocarro para que não se aleije.
Hoje em dia muitos pais fazem tudo aos filhos e eles seguem uns bebezões até quase adultos.
Um abraço

Janita disse...

A mochila do menino no seu " first day of school", não é pesada, por isso, sim, deve ser ele que a deve levar para se habituar.

De pequenino é que se torce o pepino!!

Assim, se deveriam ensinar os nossos meninos: responsabilizarem-se pelo que lhe pertence. Mas essa imagem não é de cá...
Aqui? Ai, coitadinho do menino!...Depois, são os pais que lhes carregam a sacola, pla vida fora...

*.*

Anónimo disse...

... gosto da sacolinha deste neto de alguém... :)

Penso que a maioria dos pequeninos sente algum orgulho por já ter crescido o suficiente para poder carregar uma sacolinha... :)

Abraço!

Maria João

Teté disse...

Os miúdos às vezes têm as mochilas tão pesadas que mal podem com elas. Uma solução prática é arranjar uma das que têm rodinhas... :)

Rogerio G. V. Pereira disse...

há bebezões
quarentões

Rogerio G. V. Pereira disse...

De pequenino é que se torce o destino!

Rogerio G. V. Pereira disse...

O meu neto tem dias
e tudo depende de quem o leva à escola
mas não se chateia nada
de ser ele a levar a sacola

Rogerio G. V. Pereira disse...

Mas do que vejo da minha janela
mesmo essas com rodinhas
são levadas pelas mães, pais
avôs e avozinhas...

Anónimo disse...

:)

Olívia disse...

O peso das sacolas é um argumento de peso. E as de rodinhas não são nada fáceis de manobrar.

Mas concordo que as nossas crianças, hoje, são pequenos réis coroados pelos pais, seus perfeitos vassalos.

Lídia