17 fevereiro, 2016

Eu saramaguiano cito-o mesmo ignorando que o estou citando...


Entro no café e procuro uma mesa, discreta junto à parede. Nesta, de tons sépia, frases em letra bem destacada de autores conhecidos. E lá estava a de Saramago:
«O outro é uma complementaridade que nos torna a nós maiores, mais inteiros, mais autênticos.»
E ocorreu-me além de uma definição minha que tal semelhança não será mera coincidência...
____________
Nota: admito estar a fazer um entendimento limitado da frase de Saramago. Nele, o outro tem sentido lato