15 dezembro, 2010

Debate nº 1 - Fernando Nobre Vs Francisco Lopes


Hoje comprei o DN e o Público. Parecia disparate mas não foi pois os jornais on-line não disponibilizam todos os textos publicados no formato papel. Ao custo incorrido tive de adicionar o esforço na digitalização e correr o risco de má legibilidade da imagem ao lado (aumentem o formato clicando na imagem a ver o que é que dá).
--
O Público não opina. Nem refere, como o DN, que Fernando Nobre via "muitas crianças a morrer e mesmo outras que corriam atrás de uma galinha para lhe roubar um pedaço de pão". Com esta grave omissão o Público presta um mau serviço à candidatura pois milhares dos seus leitores ficaram privados desse dado curricular importante e não apenas impressionante. Entretanto ambos os diários salientaram uma outra sublime afirmação de Fernando Nobre quando acusou Francisco Lopes: “O senhor pertence a um sistema partidário perverso.” Não se ficou sabendo se, caso eleito, Fernando Nobre irá fazer desaparecer os partidos e, assim, liquidar o sistema perverso...
Quanto ao candidato Francisco Lopes disse o que se esperava, com a coerência conhecida e a atenção adequada....

12 comentários:

manuel aldeias disse...

Não tive opurtunidade de assistir ao debate televisivo destes dois candidatos presidenciais devido aos meus afazeres. No entanto a perca não deve ter sido muito importante pelo que me foi dado ler nos jornais de hoje.

Anónimo disse...

Querido, não sei se gosta, mas tem um desafio para vc lá em meu blog.

Beijos

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Rogério
É sempre assim, as coisas nunca ficam claras para o povo.
Abração

ariel disse...

Não vi, tive compromissos ontem à noite. Mas essa imagem da criança a correr a trás de galinha para lhe roubar o pão deve render votos....

Rogério Pereira disse...

Manuel Aldeias,

Perdeu, perdeu. Digo eu... Perdeu a triste figura que faz um homem bom quando se mete por caminhos para que não está talhado...

Wanderley,
Claro que terá dificuldade em entender a nossa realidade. Mas é assim como diz, as coisas estão mesmo muito pouco claras

Ariel,
Nem quero pensar que ele pensou oque a Ariel veio agora dizer... é de estarrecer

São disse...

Como fui jantar em família, não tive a oportunidade de assistir ao debate inaugyral da campanha, mas parece que não perdi grande coisa...aliás, se não puder ver nenhum, será que tenho grande prejuízo? Não me parece!

Uma noite serena.

Rogério Pereira disse...

São,
Há os que dizem o que se espera que digam numa altura como esta. Esses merecem a minha confiança... Custa alguma coisa medir as palavras que nos dizem?

folha seca disse...

Caro Rogério
É deprimente ver um homem com o prestígio do Dr. Fernando Nobre metido nestas alhadas. Mas sabe-se e tenta-se fazer esquecer o verdadeiro objectivo da sua candidatura, quem o empurrou para esta aventura está caladinho.
Quanto ao Francisco Lopes, esteve de facto bem, não se deviou um mílimetro, outra coisa não sería de esperar... "são muitos anos".
Abraço

Carlos Albuquerque disse...

Conheci pessoalmente Fernando Nobre, há uns anos, andava ele por Angola, em campanhas humanitárias da AMI. Conversámos algumas vezes, entrevistei-o duas. Ficou-se-me a suspeição que, do ponto de vista político, aquele homem era um vazio.
Suspeita agora confirmada.
Apesar disso, estava longe de imaginar que debaixo da capa de "humanista" escondia uma faceta de pouca qualidade moral, bem patente no debate, ao falar das criancinhas que lhe morreram nas mãos, do pão no bico das galinhas e de acusar o adversário de pertencer a um sistema partidário perverso!
Francisco Lopes esteve sereno e lúcido - muitíssimo bem.
Se o meu voto fosse ditado pelo coração iria para ele.
Abraço

flor de jasmim disse...

Caro Rogério
Quase sempre quando existem debates na tv os politicos em questão quase sempre falam todos ao mesmo tempo e ninguém percebe nada ou falam de assuntos despropriados até consegem entrar em despiques pessoais esquecendo o assunto em discução sabendo que o tempo de antena tem limite e existem aqueles que sabem a missa de côr, são muitos anos, faz parte do sistema, tal me faz lembrar os jogos de futebol quando um está a ganhar tenta ao máximo engonhar até que o arbito apite.
Beijinho

Isa GT disse...

Nobre se fosse honesto com ele próprio já deveria estar arrependido por se ter metido nestas confusões... já não diz coisa com coisa... cada vez que abre a boca só saiem palermices... como, muito antes desta entrevista, ter dito que se ganhasse fazia um Conselho de Estado com menores de 35 anos... já agora... quando saíssem do infantário (até falei disto no meu blogue) o Sr até mete dó.

Agora vou falar das minhas preocupações como já referi no blogue do Puma... não gosto de Alegre mas detesto Cavaco e com a divisão da esquerda e dos que se recusam a votar Alegre... o Cavaco e a Maria ainda ganham na 1ªvolta e nem há a chance de emendar a mão numa 2ª volta... estou com um péssimo pressentimento.

Bjos

Anónimo disse...

Amigo Rogério!

Lamentavelmente não vi o debate!
Pelo que li e agora sublinha, não me parece que tenha sido grande coisa, o que me entristece.
De todos os candidatos, é Fernando Nobre o meu candidato e continuará a ser, independentemente do mesmo ter sido ou não brilhante num debate televisivo.

Beijinhos