16 dezembro, 2010

Um conto colectivo para ler e uma canção a condizer...


Esta árvore é oferecida a todos os que forem ler este conto. É um conto escrito por todos os que a enfeitam. Um conto colectivo em que cada um acrescenta uma individualidade em beneficio dum todo. Podia haver mensagem mais bonita? Sim, porque não? Talvez o significado desta canção:

24 comentários:

Carla Farinazzi disse...

Oi Rogério!!

Gostei demais do conto, e a ideia do conto coletivo foi bem bacana! Adorei cada pedaço!

Beijos

Carla

Ana disse...

Andei distraida. .. Parabéns a todos. A árvore está linda.

folha seca disse...

Caro Rogério
Nunca me vi a estar pendurado numa arvore de Natal. Veja lá o que o meu caro consegue. pronto, até me sinto "vaidoso" vou ver como posso realçar esta arvore, prometo desde já que não lhe vou meter daquelas lampadas "pisca pisca".
Bom trabalho
abraço

AVOGI disse...

Olá Rogério
antes de mais obrigada por me acordar do banho de espuma, estava tão afundada que nem te ouvi chegar.
Vou só tirar a espuma e o musgo e logo fico aqui a meter o bedelho em tudo. sim, que eu sou atrevida
kis :=)
mas antes de me despedir a árvore está um must ou em linguagem cibernética bué da fixe
kis :=)

São disse...

Parabéns pela árvore e pela ideia do conto.
lamentavelmente já não me foi possível colaborar, pois a palavra FIM já o fechou.

Peço-lhe o favor de passar no "são" amanhã, isto é, sábado.

Uma serena noite.

mdsol disse...

Acho a ideia super interessante. Parabéns a todos.

:))

Anónimo disse...

Olá amigo Rogério e amigos comuns que nos prendaram com este belíssimo texto conjunto.

Este é o espírito do Natal.
Parabéns
Beijinhos a todos,

Fê-blue bird disse...

Meu querido amigo:
Ontem saí daqui com um nó na garganta, fiquei sem palavras, elas estavam dentro do meu coração.
Corri para o meu cantinho e lembrei-me de um princepezinho que também com as suas palavras e as suas imagens me faziam sentir assim.

Obrigada por ser meu amigo!

Beijinhos
Fê Blue Bird

FMF disse...

Amigo Rogério,
Já tinha estado, muitas centenas de vezes, pendurado numa árvore (quando era miúdo era danado para trepar em cajueiros, sape-sapeiros, mandioqueiras, frutapinheiras, goiabeiras, etc)mas nunca em tão distinta companhia e por um motivo tão nobre.
Bem haja,
FF

Clarisse Silva disse...

Bom dia,

Gostaria de lhe dizer que fiquei sensibilizada com o gesto. A árvore ficou um encanto. :-)
Gostei também da sua frase: "Um conto colectivo em que cada um acrescenta uma individualidade em beneficio dum todo" - que diz muito. Assim vale a pena pelo espírito que nos uniu, e que deverá sempre unir a humanidade, hoje e sempre!
Feliz Natal!
Saudações,
Clarisse Silva

ematejoca disse...

Já li este conto no blogue de um outro amigo virtual. Um conto colectivo é, na verdade, uma idéia fantástica.

Quanto ao concurso de Contos de Natal da Licas estava mais do que convencida que o conto no. 9 tinha sido escrito pelo Rogério.

Saudações glaciais de Düsseldorf!

Carlos Albuquerque disse...

Não é só conversa avinagrada!
O seu gesto tocou-me fundo.
O meu caro Rogério tem um coração que nunca mais acaba!
Bem haja, meu Amigo.
Um grande abraço.
--
PS - Vou levar a árvore comigo. Posso? Prometo que a trato bem.

Rogério Pereira disse...

Ninguém ligou à minha canção,
não admira
está escondida
por baixo de uma árvore
fraterna e garrida
(hoje tenho de salvar o mundo
matar mágoas que ele sente
e dexar se possível
todo o mundo... contente)

Tite disse...

PaPai Rogério,

Quero agradecer a linda oferta.
Vou já levá-la para minha casa pois ofertas com esta sensibilidade não se descartam nunca.

Um grande beijo de gratidão

Isa GT disse...

Uma coisa é certa, ao fim de meio século nunca me imaginei pendurada numa Árvore de Natal ;))))

Bjos

Kimbanda disse...

Salvem todos os dias o mundo! Uma questão de estarem atentos e por ventura descobrirão como fazer não só no Natal como no dia a dia, algo mais e sem sacrifício, pelos desfavorecidos desta vida, sem dispêndio e sabe tão bem.
Isso começa pelo espírito que aqui se constata e, que é preciso manter em alta. Basta ter em que acreditar e querer.
Por outro lado, não se calem quanto às injustiças. Digam o que vos vai na alma e passem testemunho aos mais próximos, a mensagem de como fazer-mos por um mundo melhor todos os dias, assim vai tendo eco.
Ao Rogério o meu kandando pelo carinho com que fez este trabalho, felicito-o pela música escolhida também.(tudo a ver).
Festas Felizes para si e extensíveis a todos os leitores e amigos que vêm aqui à "conversa..."

Fê-blue bird disse...

Meu amigo voltei aqui para lhe dizer que não liguei da primeira vez à música porque o meu estatuto de estrela não me permitiu olhar para baixo lol lol
Mas agora que já o interiorizei
quero lhe dizer que gostei!

"Hey hey, I saved the world today
And everybody's happy now
The bad thing's gone away
And everybody's happy now
The good thing's here to stay
Please let it stay

Kisses

Rogério Pereira disse...

Meu Pássaro Azul,

Foi numa asa e veio noutra
Ouvir a minha canção
e cantar-lhe o refrâo

Que bom...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Meu caro Rogério
Só hoje pude cá passar, porque a vida tem andado mesmo complicada.
Agradeço, muito sinceramente, a sua generosidade e, como este ano nem tempo tive para fazer árvore, nem escrever cartões de boas festas, pergunto-lhe se posso levar este exemplar para o meu Rochedo. Mesmo sem música...
Grande abraço
(Espero, durante o fds, retomar alguma actividade blogueira)

Rogério Pereira disse...

Claro Carlos Barbosa de Oliveira,
Claro que a pode levar
Coloque-a junto ao seu mar
perto do rochedo
ou do coração
ou nos dois lados
se for intensa a emoção

ariel disse...

Falta de tempo, só agora cá chego.
Linda árvore.

Abraço.

Fernanda disse...

Olá amigo!

Estive cá a falei da canção, o mais provável é que com a minha nova identidade (wordpress) tenha ficado na intenção ....

Esta é uma daquelas que nunca esquecerei, tenho razões dolorosas que ma fazem lembrar.

Destaco esta parte:

"There’s a million mouths to feed
And I’ve got everything i need
I’m breathing
And there’s a hurting thing inside
But I’ve got everything to hide
I'm grieving"

A Blue Bird já salientou o refrão.
Beijinhos

samnio disse...

Caro Rogério.
Sou a agradecer a gentileza que teve para com o "PALAVRAS SEM JEITO".
Como reparou neste "mundo" dos blogs a minha presença é minima, ainda assim, estou presente.
Parabéns pela imaginação demonstrada e pelo intuito filosófico que a Árvore de Natal significa.
MUITO OBRIGADO.

Teófilo Silva disse...

Rogério Pereira.
Talvez seja o frio que por aqui se faz sentir que não me tem deixado raciocinar devidamente. Andei de blog em blog, felicitando todos os intervenientes do Conto de Natal, e não me apercebi do excelente trabalho que realizou na construção desta bela Árvore de Natal.
Aceite os meus sinceros parabéns.
Um bom fim de semana.