19 dezembro, 2016

Bom Natal para os amigos e até mesmo para os que, não o sendo, vão por aqui aparecendo



Ano a ano a árvore se vai alargando 
Uns só agora chegaram. Outros partiram e vão voltar, outros nem pensarão nisso... Guardo palavras, caras, sorrisos, máscaras e mais de quase 25 mil comentários. Guardo-os a todos e tenho-os no registo de terem passado. 
Muito obrigado. 
Eu sei que às vezes me "espalho", me excedo. Se pensam que me arrependo, esqueçam. Neste espaço nenhuma ofensa é deliberada, pensada e dirigida. 
Se erro?... É a vida.
Façam o favor de nos fazer felizes! 
Nota: Se faltar aí alguém, considere-se um não-ausente
 _____________________________________
NATAL de 1971 
...
Natal de caridade,
quando a fome ainda mata?
Natal de qual esperança
num mundo todo de bombas?
Natal de honesta fé,
com gente que é traição,
vil ódio, mesquinhez,
e até Natal de amor?
Natal de quê? De quem?
Daqueles que o não têm,
ou dos que olhando ao longe
sonham de humana vida
um mundo que não há?
Ou dos que torturam
e torturados são
na crença de que os homens
devem estender-se a mão?

Jorge de Sena, "De palavra em punho"

13 comentários:

Catarina disse...

Boas Festas, Rogerio!!!

Vejo ali as minhas cadeiras vermelhas! Mas se nao as tivesse visto, desejar-lhe-ia na mesma uma epoca natalicia harmoniosa e com muito amor.

Abraco

Elvira Carvalho disse...

Obrigado? Eu é que agradeço. Tenho aprendido muito com este blogue.
Desejo-lhe um Feliz Natal. Com todos os que ama. Porque Natal é Amor.
Obrigado por me chamar a atenção sobre o texto. Nunca me tinha acontecido um texto sair truncado e nem me tinha apercebido.
Abraço

Janita disse...

A nossa amizade já tem uns anos bons. Vejo-me ali na terceira fila, da sua árvore; não, a contar vindo do céu, mas do relvado. Nesse tempo ainda era um nenúfar rosado.:)
Feliz Natal , Rogério. Muita paz, harmonia, saúde e muito Sonho e Fantasia. Que nunca lhe falte a vontade de escrevinhar e poetar.

Um abraço afectuoso e grato.

Mar Arável disse...

Tudo pelo melhor abraço

Lídia Borges disse...

Volto sempre.
E cá em casa já digo
meio a brincar meio a sério
Sobre isto?
vou ali ver o que diz o Rogério.

Um abraço amigo e Boas Festas para todos, aí!

Lídia




rosa-branca disse...

Feliz Natal meu amigo com muita saúde, paz e muito amor, junto de seus entes queridos. Beijos com carinho

Rogerio G. V. Pereira disse...

Boas Festas
querida amiga

Rogerio G. V. Pereira disse...

Ter aprendido comigo?

Essa foi uma prenda inesperada...

Feliz Natal com todos que ama!

Rogerio G. V. Pereira disse...

A nossa amizade
está na génese da árvore

e se morrer, morrerá de pé
que as árvores não se vão de outra maneira

Feliz Natal
Janita

Rogerio G. V. Pereira disse...

Um abraço de Mar
é sempre de saudar

e retribuir

Rogerio G. V. Pereira disse...

Isto que acabo de ler
é um comentário ou uma prenda?

Obrigado,
minha folha perene
desta minha árvore de afectos

Rogerio G. V. Pereira disse...

Feliz Natal, rosa-branca

Fernando Ribeiro disse...

Eu confesso que não sou de leitura diária deste blog, mas mais dia menos dia cá venho parar. Sempre. E revejo o que entretanto tinha ficado para trás. Posso considerar-me um não-ausente?

Votos de Boas Festas e um Ano Novo mais justo e mais livre.