12 dezembro, 2016

Chiça!, de tão actual, até arrepia...


De quando em quando ouvia, e pouco me dizia. Pedro Homem de Mello, mal o conhecia e esse desconhecimento vem até hoje. Falta minha?, ausência pensada?
Chiça!, de tão actual, até arrepia

5 comentários:

Anónimo disse...

Sempre me "disse" muito, este poema do Pedro Homem de Mello. E, sim, sempre me arrepiou, não o autor - que mal o conheci... - , mas o poema.

Nunca o tinha ouvido assim, neste ritmo mais "arrastado", mas a jovem Andrea Verdugo tem muito boa voz.

Abraço!

Maria João

Graça Sampaio disse...

Eu assisti... A pobreza era muita e fazia doer. Por isso tenho um coração tão mole...

Elvira Carvalho disse...

Gosto muito deste poema.
Gostei desta interpretação um pouco diferente.
Um abraço

Janita disse...

Arrepiante é a primeira imagem que mostra a verdade da letra escrita pelo Pedro Homem de Mello, nascido no Porto e de longa vivência em Afife, terra que o poeta adoptou, terra dos pais do meu genro. Que o conheceram pessoalmente.
Eu conheci-o da RTP e ficava presa ao som da sua voz pausada e grave.
Um grande poeta que imortalizou, em belos poemas, as agruras do povo que 'lavava no rio e talhava com seu machado, as tábuas do seu (dele) caixão.'
Para mim, nada nem ninguém consegue transmitir, com tanto realismo, a dor desse povo que podia 'haver quem te defenda, quem compre o teu chão sagrado ( aqui é que arrepia, pela actualidade) mas a tua vida; NÃO'!!

Um abraço feito de lembranças jamais perdidas.

Fê blue bird disse...

Como tenho "aulas de poesia" com um poeta que admira Pedro Homem de Mello, eu que também o desconhecia, tenho aprendido a admirá-lo.
É dele este breve poema que espero seja do seu agrado amigo Rogério:

"Pátria

A Pátria não é apenas
Um corpo de bailador.
Não são duas mãos morenas
Nem mesmo um beijo de amor
Mais do que os livros que lemos,
Mais que os amigos que temos,
Mais até que a mocidade,
A Pátria, realidade,
Vive em nós, porque vivemos. "

Como posso não ter outra oportunidade, desejo-lhe um Feliz Natal junto dos que lhe são queridos.
Muita paz e alegria!

Grande beijinho