24 janeiro, 2018

A AUTOEUROPA e a forma como a RTP deturpa a luta


O Jornal da Tarde de ontem, dia 23, faz um curto resumo do que, segundo a redação, se terá passado no debate do programa da Fátima. Quem assistiu a uma coisa (o debate) e a outra (o jornal) não pode deixar de se espantar com a habilidade cirúrgica com que se opera a manipulação. Quem só viu o Jornal da Tarde, fica (corre o risco de ficar) com  três impressões: a primeira é que o focus da luta da Comissão de Trabalhadores teria sido colocado em correr com o antigo dirigente e que lá dentro, aquela malta anda toda à porrada e que as questões de trabalho são aspeto secundário; a segunda, é que os mais de 5000 trabalhadores da empresa, são instrumentos estúpidos de uma força política em desespero de perda de influência eleitoral, lhes determina as decisões e os passos ; terceira, e esta com a força da convicção de um ilustre causídico, é que a administração da Autoeuropa, porque tem a Lei do Trabalho do seu lado, acabará por chegar ao "entendimento"...  

A peça é de merda, mas lá que funciona, funciona.

Relembrando como eu comentei o Prós e Contras e aquilo que o Jornal da Tarde deu a ver (após o 26º minuto) pergunto: estamos a falar da mesma coisa?

4 comentários:

Maria João Brito de Sousa disse...

Também a este Jornal da Tarde acabo de ver a partir daqui, do Conversa. Parece-me que sim, que se está a falar de uma mesma coisa, mas a partir de perspectivas diametralmente opostas...
Descontextualizar, focalizando o debate num pequeno pormenor, parece-me tudo, menos uma forma ética de se fazer jornalismo.

Abraço.

Anónimo disse...

Esta Comunicação Social está mesmo de rastos. Eu já nada vejo pois tudo foge à verdade das coisas!

Rogerio G. V. Pereira disse...

Ética não rima com jornalismo...

Rogerio G. V. Pereira disse...

Ver e ler
ajuda a perceber
os limites

a mentira
está na ordem do dia