22 janeiro, 2018

AUTOEUROPA: Unidos como os dedos da mão!


O programa "Prós e Contras" foi desequilibrado, pois colocou, de um lado, como "Prós" uns cromos e do lado dos "Contra" gente que sabia ao que ia.

Não que os cromos não tivessem feito o trabalho de casa e não levassem a lição bem estudada... só que a lição bem estudada tropeçou na realidade... e esta, como sabemos, se sai à luz do dia (ou da noite) esfrangalha qualquer teoria, espanta medos e espantalhos.

Dei destaque ao gajo do Sindicato da Inter por razões imputáveis a cumplicidades onomásticas. Dou equilíbrio à coisa e causa da Comissão de Trabalhadores. É que, na sua tão diversa diversidade, estarem unidos como os dedos da mão é coisa digna que deverá ter de ser levada em conta. E será, estou certo.

Clique neste link, para ver o resto

13 comentários:

Maria João Brito de Sousa disse...

A partir das 21.00h, não respondo por mim e muito menos pelos meus olhos.

Vi um pedaço e... adormeci, mas o pouco que vi bastou-me para ficar de acordo com o avinagramento que deste à coisa. Tentarei ver o resto ao
longo do dia de hoje.


Abraço

Gil António disse...

Bom dia. Oxalá não estraguem a AutoEuropa. Oxalá um dia não queiram trabalhar os dias da semana e... portas fechadas. Oxalá...
.
Soneto: * Amor ... ou castigo do coração? *
.
Desejando um dia muito feliz
.

Rogerio G. V. Pereira disse...

Caro Gil António

Oxalá é uma expressão de oriem arabe, donde (discorro eu) o meu caro não se importe de que se trabalhe que nem mouros para que não falte dividendos a distribuir pelos germanos

Rogerio G. V. Pereira disse...

Se não der para ver
o mais importante
já dei eu a saber

Abraço

O Puma disse...

A dignidade não tem preço
Abraço

J Eduardo Brissos disse...

Oxalá houvesse menos gente com vocação para capacho.

Rogerio G. V. Pereira disse...

De cada vez que vejo alguém bater-se por ela, mais me envolvo na luta em sua defesa...

Abraço

Rogerio G. V. Pereira disse...

Ah, como aquele todo bom é tão mau...

Maria João Brito de Sousa disse...

Vi, vi! Aqui, no Conversa, mas vi.

Anónimo disse...

Gil António, isso que dizes,é uma resposta de "lambe botas"... cresce e aparece !

Anónimo disse...

Eu ia jurar que deixei aqui há dias um longo comentário. Como não acredito que por aqui haja censura, terei de admitir que sou um nabo. Lembro-me de ter dito que "Oxalá" deriva de ox Alá, queira Alá, o nosso Deus queira.
... e um abraço
Pata Negra

Rogerio G. V. Pereira disse...

Ó Gil

eu daqui nunca fui ter a ti
não sei como vieste cá parar
tu me mandas crescer e aparecer
eu te mando bugiar

Rogerio G. V. Pereira disse...

Pronto, és mesmo um
nabo
mas...
ox_Alá não se repita