03 agosto, 2018

Lições da Pipoca


Há lições difíceis de fazer passar. Nem o pai com ar solene, nem a mãe de rosto grave ou sorriso convincente, nem a professora de dedo esticado. Essas lições, só um gato. São lições práticas de comportamento que muitos humanos nunca chegam a entender e a assumir. O respeito que lhes é devido. O só vou, se quero. Os afectos, quanto baste. O desafio para brincar e o saber fazer sentir que a brincadeira acabou. O saber insinuar-se quando ninguém lhes "está a passar cartão". O saber ficar só sem submergir na solidão. O encanto dos pássaros... Tudo isso e os preceitos básicos de higiene.

Não teria sido necessário ter privado com a Pipoca para conhecer tais  características dos pequenos felinos, mas ela comprovava-as de um modo muito personalizado, sensual, ora meigo ora irrequieto. 

Hoje, inesperadamente, partiu. Das sete vidas que tinha, delas se separou com um simples sopro.

Restou-nos a triste emoção da perda. 
Resta-nos a memória das lições da Pipoca tão bem recriadas no excelente poema de O´Neill...

Sem comentários: