25 novembro, 2016

A Síria, o Papa Francisco, a missionária Guadalupe, o General e a posição confortável do Vaticano


Há caras que valem mais que mil palavras. E há palavras, curtas e claras, que valem mais que milhares de reportagens e páginas de jornais, sobretudo quando, umas e outras, projectam no Mundo a falsidade. Sabe disso, quer o Papa Francisco, quer o General Loureiro dos Santos.
Aliás, nem sei exactamente quem serão aqueles que detendo poder podem jurar não saber... 
Resta-me a pergunta, pejada de ingenuidade:
por que raio o Vaticano mantém*, na ONU, o estatuto de mero observador?
* O Estado do Vaticano, foi admitido como membro de pleno direito das Nações Unidas, em Julho de 2004, mas João Paulo II abdicou voluntariamente do direito de voto.

3 comentários:

  1. O Estado do Vaticano nunca se compromete
    palpita

    ResponderEliminar
  2. o Vaticano é o exercício de hipocrisia, entre outras coisas do mesmo jaez.

    ResponderEliminar