27 novembro, 2016

Fidel, in memoriam - "... há os que lutam toda a vida e estes são imprescindíveis" - escreveu Brecht


As imagens são de um Homem, excepto uma que retrata a emoção de um povo. Na sua maioria situa há quantas horas lhe foram dedicados textos, artigos de homenagens ou de simples noticias.
Sobre a sua morte não faz sentido falar-se (há mortos que não partem) a não ser para dizer que Fidel fez um percurso, mas o verdadeiro protagonismo pertence ao povo cubano.
Falemos então dele, do povo cubano. Podíamos começar por Havana e ver imagens de resultam de um desumano bloqueio e compará-las com outra cidade, esta americana que, tendo tido população também cerca de 2 milhões de habitantes, não resistiu à tragédia que lhe inferiu o capitalismo. Detroit ruiu, Havana não.
Vejamos, então:

13 comentários:

ematejoca disse...

O barbudo de uniforme com o charuto, que me acompanha desde a juventude, vai me fazer falta.

Elvira Carvalho disse...

Volto amanhã para ver o vídeo, neste momento não tenho disponibilidade de tempo para isso.
Que o Comandante descanse em paz.

Graça Sampaio disse...

Uma figura incontornável da História Mundial, sem dúvida!

Elvira Carvalho disse...

Um vídeo muito interessante que me mostrou um lado diferente de Cuba. Obrigado por partilhá-lo.
Fidel, foi na minha perspectiva um grande homem, a quem cortaram as asas dos sonhos, e que forçado ou não pelas circunstâncias, acabou afastando-se dos seus ideais. A história lhe fará justiça.
Bom Domingo.

Anónimo disse...

Um dos mais amados e odiados homens sobre a Terra, o Comandante! Terá levado consigo a única grande riqueza que se pode levar na morte; aquilo que por cá se deixa.
Muito bom, o vídeo.

Abraço!


Maria João

Lídia Borges disse...

Inesquecível e imortal, doa a quem doer.

Bj.

Lídia

Rogerio G. V. Pereira disse...

Tinha 90 anos e a morte deve chegar quando chegar. Há uma maneira de minimizar ausências, é olhar a obra que deixa e, sobretudo, o exemplo (este, em que me revejo):

«Eu digo que se alguém não faz, o tempo todo, tudo aquilo que pode e até mais do que pode, é exactamente como se não fizesse absolutamente nada»

Rogerio G. V. Pereira disse...

Boa!

É que este post vale pelo pelo vídeo...

Rogerio G. V. Pereira disse...

Como epitáfio, valeria se retirasses esse "sem dúvida". Mas ele esclarece um subliminar julgamento moral...

Rogerio G. V. Pereira disse...

Aos sonhos só lhes cortam as asas se deixarmos...

Partilha o vídeo, tem ensinamentos úteis...

Rogerio G. V. Pereira disse...

Há homens
que mesmo mortos
são incómodos

Rogerio G. V. Pereira disse...

Exactamente por ser imortal, a mim não me dói

São disse...

Concorde-se ou não com ele, é incontornável e tem um lugar na História.

Vergonhoso e sem sentido o embargo dos EUA !!

Que tenha Luz !