20 janeiro, 2011

Clarear o futuro começa com actos no presente, para eleger um presidente

Como recomendado, num comentário, com giz risquei num futuro negro e logo ele clareou um bocado
___________



Uma peculiar relação com a despesa pública: vós poupais, eu gasto, a imprensa amocha, a coisa passará incólume.
As ligações perigosas de Cavaco: um esclarecimento definitivo, se ainda fosse preciso, sobre a particular fixação de um político não-político numa coisa distante chamada BPN, e que se declina em compra-vende, 140% e vivenda BPN.

A ideologia de Cavaco: o lugar da mulher na vida pública é... na cozinha, e, vá lá, no larzito, a cuidar da prole numerosa...

(copiado integralmente a quem conheci ocasionalmente)