30 janeiro, 2011

Homilias dominicais (citando Saramago) - 26

Terminou hoje em Davos a 41ª edição do Fórum Económico Mundial (WEF). Ao que parece o Fórum dos Donos do Mundo colocou em evidência as divisões existentes na hora de escolher quais antídotos aplicar e superar a crise económica de uma vez por todas, no meio de um clima de ansiedade provocado pelas revoltas populares no mundo árabe. Os senhores do poder estão divididos e… ansiosos. Vejamos se um outro fórum, o Fórum Social 2011 trás ideias. O facto de Lula da Silva estar anunciado promete. Para já, do lado dos milionários participantes de Davos, o deserto de respostas é confrangedor sob a ameaça de ventos de mudança oportunamente denunciadas:

HOMILIA DE HOJE

"...Davos foi durante trinta anos a academia neo-con por excelência e, tanto quanto posso recordar, nem uma só voz se ouviu no paradisíaco hotel suíço para apontar os caminhos perigosos que o sistema financeiro e a economia haviam tomado. Quando já se estavam semeando ventos ninguém quis ver que vinham aí as tempestades..."

José Saramago in Davos 2009, aqui

9 comentários:

AFRICA EM POESIA disse...

ROGÉRIO


deixo o farol que serve para nos guiar.para nos unir e tantas vezes para Amar...


O FAROL




Este Farol...

É diferente...

É farol...

Alto e longo...




Alberga...

Muitos sonhos...

Muitas fantasias e...

Muitas Amizades...




Farol...

Que gira...gira...

Deixa um raio de luz...

A propagar-se...

Em todas as direcções...




E aqui...

Concretamente...

Neste farol...

Eu paro...




Fico a olhar...

E a meditar...

Pois sinto...

Que aqui...




Neste farol...

A cumplicidade...

Está mesmo presente!...


LILI LARANJO

flor de jasmim disse...

Caro Rogério
Os ventos semeados,mentiras, tudo faz parte do sistema.
Amigo o seu comentário no meu post, é lógico que os "eus nós" dão uma ajudinha!!! peço desculpa não foi a minha intenção pôr o homem de lado nesse campo.
Beijo

folha seca disse...

Rogério
Cada vez mais os poderosos olham para o umbigo e o resto que se lixe. Se não forem os povos a tomarem nas suas mãos o seu destino, metendo à frente dos Países os seus dignos representantes, não há "conferência" que nos valha.
Mas os Povos andam meios adormecidos, embora aqui e ali dêm sinais que não dormem como se pensa. Pronto apetece-me de seguida ouvar o "Acordai" de Lopes Graça.
Abraço

Fê-blue bird disse...

Meu amigo:
Saramago já sabia, nós também sabemos mas tardamos em agir!
Parece que alguns povos estão a começar a mudar a face do mundo, a ver vamos!

Beijinhos

FMF disse...

Estou de acordo com a Fê. Vivemos um momento de transicção. Vamos ver o que isto dá. Uma coisa é certa: continuamos à espera que os outros façam, dêm o corpo ao manifesto, para depois apanharmos os frutos...

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Rogério
Infelizmente esse encontros acabam não dando em nada. Os países ricos não querem abrir mão dos lucros, mesmo que seja para salvar o planeta.
Abração

Lídia Borges disse...

"(...)Vamos ver se elas surgem, agora que o pensamento único não tem mais mentiras para oferecer-nos."

José Saramago in Davos 2009.

Sempre actual.
(Podem tirar o c ao "actual". Por mim, fica assim.

L.B.

Lídia Borges disse...

Ah!... Esquecia-me de lhe deixar isto, a propósito das "Searas"


Quem escreveu a réplica?
Não a posso levar a sério
Se são três a escrever
O que pensa o Rogério

Posso até entender
Essa pressa de chegar
Mas meu barco já zarpou
Por Caminhos do [M]seu Navegar
Onde o céu se azulou
Nas ondas do seu c(a)ontar.

Um beijo

Rogério Pereira disse...

(vou guardar num secreto lugar o que me deixou a Lídia. É tão bonito...)