06 junho, 2012

Bruce Springsteen: Death To My Hometown (lá como cá?)



Death To My Hometown
Nenhuma bala de canhão voou, ninguém de rifle nos ceifou
Nenhuma bomba caiu dos céus, nenhum sangue encharcou o chão
Nenhuma pólvora cegou olhares, nenhum trovão mortal soou
Mas tão certo quanto a mão de Deus,
Eles trouxeram a morte à minha terra-natal

Nenhuma nave atravessou o céu, nenhuma cidade ardeu
Nenhum exército tomou as praias pelas quais morreríamos
Nenhum ditador foi coroado
Acordei numa noite silenciosa, nunca ouvi um só som
Bandidos atacaram no escuro e
Trouxeram a morte à minha terra-natal
Eles trouxeram a morte à minha terra-natal

Eles destruíram as fábricas de nossas famílias
E eles ocuparam nossos lares
Largaram nossos corpos nas planícies,
Os urubus deixaram só os nossos ossos

Escuta bem, meu menino, prepara-te para quando chegarem
Pois voltarão, tão certo quanto o sol que há-de nascer
Arranje uma canção para cantar e cante-a até terminar
Sim, cante-a com força e cante bem
Mande todos os magnatas sem escrúpulos para o inferno
Os ladrões gananciosos que aparaceram
E comeram a carne de tudo que encontraram
Criminosos que continuam com impunidade
Que andam nas ruas como homens livres

Ah, eles trouxeram a morte à nossa terra-natal,
A morte à nossa terra-natal.
Bruce Springsteen
(tradução minha, a partir daqui)