26 junho, 2012

"Somos governados pela política de fascismo económico"

Da moção fica a memória da votação e o que lá foi dito. O que se diz do que lá se disse, é outra coisa. E isso, a história também registará. Entretanto, o ministro vem dizendo que o problema é o ajustamento estrutural ter tido um aceleramento. De facto, estamos indo em passo acelerado... para o buraco

... e a propósito de ficar na memória. Que fique para registo, este aviso: 
"Somos governados pela política de fascismo económico"...
(para saber mais pode ainda ver outros registos)

10 comentários:

Mar Arável disse...

Na verdade

Abraço meu

folha seca disse...

Caro Rogério
Quando já depois de Abril lutávamos contra o regresso ao fascismo, eramos criticados por estar a levantar fantasmas. Aí está a resposta.
Já não há pide (com esse nome) ainda vamos tendo alguma liberdade de expressão (mas veja-se o caso da jornalista do publico). Mas veja-se sobretudo o que estão a fazer-nos. A tortura pode já não ser igual. Mas existe. Há pior tortura do que não ter que comer para si e os seus filhos, não vislumbrar nada para diante (nem um pirilampo). Tem razão meu caro. O Fascismo pode não ter já as mesmas características , mas estão a querer derrotar-nos por meios económicos e anda para aí muita gentalha a servi-los fielmente.
Abraço
Rodrigo

quem és, que fazes aqui? disse...

Concordo com o comentário deixado pelo Rodrigo.

Estamos a viver, como já afirmei, numa ditadura vestida de democracia.

Beijo

Laura

São disse...

De democracia já existe pouco, mas a esmagadora maioria do "bom povo português" está mais empolgado com a Selecção que, segundo a Galp, vai resolver tudo, não é?

Tudo de bom

Graça Sampaio disse...

É bem verdade! Não vi! Ando tão deprimida que já não sou capaz de ter força para os ouvir! Ai estamos a ir para o buraco, estamos!

as-nunes disse...

Subscrevo o discurso do PCP na Assembleia da República, nesta Moção de Censura ao Governo.

Só lamento que o partido a que eu dediquei uma boa parte da minha juventude (dos 27 aos 40 anos) esteja de tal forma encurralado nesta teia de interesses, compadrios e compromissos de defesa forçada do capitalismo selvagem, que não seja capaz de votar a favor duma Moção destas (nas circunstâncias numéricas atuais de composição da AR) ao lado de toda a esquerda.

Ou seja, depois não se admirem que o povo (eleitor) fique confundido:
afinal o PS é um partido de direita ou de esquerda?

É que continuamos a ter estas duas opções conforme os interesses prioritários que se defendam!

Anónimo disse...

E consciencializar este nosso povo que só pensa em futebol e outra coisas que tais???? Parece meio despropositado mas faz todo o sentido. Um povo mais bem formado poderia lutar com armas mais eficazes contra o regresso deste novo e tão temido fascismo. Já passaram 38 anos desde o 25 de Abril e todo esse tempo parece que não serviu para melhorar a nossa consciência... tampouco a nossa Cultura (armas que seriam bastante eficazes na luta contras estes poltrões que nos governam)

jrd disse...

De botas ou de pantufas, o fascismo económico continua a pisar-nos.

Fernanda disse...

Tal como havia já dito, lá do outro lado, só posso dizer que já estamos "quase" todos a bater no fundo do buraco.

Abraço


* Não entendi a do "mentiroso", mas às tantas é paranóia minha :=)

Hugo de Macedo disse...

...só espero que consigamos sair do buraco...