22 outubro, 2014

Porque hoje não é sábado e há tantas canções adiadas...

Também numa canção "as palavras são facas,
 interpelam a memória e a sua filha directa,
 a coerência ..."

8 comentários:

São disse...

Grande Sérgio!!

Infelizmente, não perdeu nada da sua actualidade!

Boa noite

Maria Eu disse...

Nunca cansa, ouvi-lo! Antes as palavras fossem ouvidas só com prazer e não revelando realidades que são recorrentes.

Beijinhos Marianos, Rogério!:)

Janita disse...

Diz bem; Rogério!
Canções adiadas!

Depois de 40 Anos de "Liberdade", ainda não temos Liberdade a sério!
Acha isso normal?
Que continue a haver falta de pão, paz, saúde e habitação, para todos?

Em que falhamos nós, prisioneiros de uma feroz ditadura, se já se vive como todos queríamos?...Livres e sem mordaças?

Um abraço!

Branca disse...

Penso muitas vezes nesta questão, porque já temos tantos anos de "democracia" como de ditadura e tal como diz a Janita, como é possível estarmos num caminho de retrocesso?

Então na educação, que é a base de qualquer revolução estamos muito mal mesmo, talvez tenha sido aí que mais se falhou e falhou-se logo nos primeiros anos de liberdade, quando se travou o processo de alfabetização em curso por todo o país.

Bela canção esta do Sérgio Godinho, tão pertinente ainda e cada vez mais.

Um abraço, sempre amigo.

Rosa dos Ventos disse...

Adiar Sérgio Godinho?
Jamais!

Ricardo Santos disse...

Um dos melhores artistas do panorama musical português.

Graça Sampaio disse...

Um verdadeiro espanto este "meu" Sérgio Godinho! Desde 71 que o oiço com toda a emoção!!

Boa escolha, Rogerito!

Anónimo disse...

Porque a cantiga é uma arma !!!
Obrigada pela lembrança.
Abraço