13 janeiro, 2015

O Mundo vai ser ainda mais violento, só não sabemos quanto, nem em que momento!

Desta vez não é ninguém que me entre em casa. Depois do post de ontem e do outro, podiam pensar isso, até porque estando de arma em riste bem podia dar-se a confusão. Mas não. A menina é do outro lado do Atlântico, de um país doente. A arma que apresenta, mata! Não acredita? Veja! Veja mas não mostre aos meus netos. Por favor. Ah!, e não mostre aos seus. Por enquanto, poder esconder ainda é uma vantagem...