22 outubro, 2010

Se meus amigos brasileiros perderem 10 minutos a ler este post, votarão conscientes... (de quem eu votaria)

Prometi ajuda à minha loba, que desesperada uivava lamentos de decepção e também de hesitação sobre qual deveria ser a sua escolha para presidente de toda a alcateia (mais de 150 milhões de brasileiros). Prometi que iria ouvir Camões, Pessoa e Saramago a fim de dar parecer fundamentado. Liguei para eles a convocá-los para 2ª feira, dia em que me comprometi fazer o post com seus testemunhos. Levei néga. Saramago disse-me: "É pá o Chico Buarque , meu amigo, sabe mais disso que eu. Em que ele disser ir votar, votaria eu". Camões disse-me: "Sou suspeito. Se esse tal Leonardo Boff, que eu nem conheço, me cita eu tenho que o citar a ele" por fim Fernando Pessoa, que também não quis vir: "Rogério, não me comprometa... Recomendo que veja esse vídeo e tire as suas conclusões..."


Não percebo como Fernando Pessoa admite que possa eu tirar conclusões daqui... O perito nem sequer considerou a análise ao objecto que, de facto, acertou no senhor Serra...

... é que não foi um, nem dois, mas sim três os objectos que agrediram o Serra... A minha imagem é mais clara ainda do que a do "celular" do repórter do jornal Folha de S. Paulo. Foi o tijolo que causou o "galo"... eu vi, do meu telescópio intercontinental!

Se eu tivesse que votar , não teria dúvidas. A jornalista do nosso Diário de Notícias também não... Só que ela e eu não votaríamos na mesma pessoa. Boa?

NOTA: A nossa imprensa segue a brasileira, de ferência. A Globo faz um papelão em matéria de insenção e aqui ninguém sabe que a SBT é TV...

20 comentários:

  1. Rogério, Como sabe não sou brasileira, mas vendo o video não teria qualquer hesitação sobre o caracter das pessoas.

    A sua montagem do tijolo está uma delícia. Boa paródia a uma imprensa que desce ao ridículo.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. amigo Rogério...
    sim eu ando uivando em desespero igualmente tantos outros...
    mas sabe de uma coisa???
    qualquer um, é nada!
    vou pensar na sua dica, mas sinceramente desejava outros candidatos a governar meu paìs que merece coisa melhor e seu povo tb.
    bjuivos no seu coração que seu fds com sua familia seja perfeito e feliz.
    sua amiga.
    loba.

    ResponderEliminar
  3. Amigo Rogério,

    Depois desta sua reportagem e tirando à questão todo o dramatismo voto...
    não voto.
    voto...
    na abstenção

    Boa!

    Bom Fds

    ResponderEliminar
  4. Este "incidente" parece-me tão grosseiro, tão grosseiro, que só os que querem enganar-se se enganam...

    :)))

    ResponderEliminar
  5. A primeira vez que vi o vídeo achei que era uma bola de papel...De facto, como se vê perfeitamente...
    Abraço!

    ResponderEliminar
  6. Caro Rogério
    Quanto ao candidato(a) em quem votaria se fosse Brasileiro, claro que sabe.(e já agora por cá também)
    Sobre a cena, aí o artista veio aprender aqui com o pessoal da Marinha Grande (e não é que até parece ter resultado) tenho um amigo que ainda hoje, aparece por esse mundo fora a empunhar um pau, atrás do nosso super M.... isto porque atrás está o estandarte da bandeira (preta da fome) só que a bandeira nunca aparece nas fotos e de facto tudo parece ser um simples pau à espera duma cabeça a jeito...
    Neste caso eu testemunho porque estava muito pertinho.
    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Olá amigo
    Com bolinha de papel ou com tijolo, já escolhi minha candidata. Vou votar com o Chico, é Dilma.
    Abração

    ResponderEliminar
  8. Caro Rogério
    Sobre o assunto do post.De acordo com tudo.
    Deixei no meu blogue, uma resposta a um seu "desafio".
    Abraço

    ResponderEliminar
  9. Esta "conversa" não deixa dúvidas. Foi um tijolo. Foi sim que eu vi. Aqui!!!

    Hilariante!

    L.B.

    ResponderEliminar
  10. O tempo do "orgulhosamente sós" já lá vai...
    Olhar para o mundo é olhar para nós. Post oportuno.
    O tijolo é intercontinental, como o telescópio. Vou vendo-o por cá "galando"...
    Ah, as eleições no Brasil. Pois, se o meu avô paterno, que por lá ficou, ainda fosse vivo dir-me-ia, por certo: o meu voto já tem dona.
    Abraço

    ResponderEliminar
  11. O tempo do "orgulhosamente sós" já lá vai...
    Olhar para o mundo é olhar para nós. Post oportuno.
    O tijolo é intercontinental, como o telescópio. Vou vendo-o por cá "galando"...
    Ah, as eleições no Brasil. Pois, se o meu avô paterno, que por lá ficou, ainda fosse vivo dir-me-ia, por certo: o meu voto já tem dona.
    Abraço

    ResponderEliminar
  12. Rogério,
    viu a que ponto chegamos!!!!!!
    Infelizmente alguém mente e não é a dona do meu voto, mesmo não gostando dela tanto assim. O SBT (Sistema Brasileiro de Televisão) colocou as imagens ao meio-dia no ar, no jornal do Rio, depois é que tudo virou uma grande boa de neve de desinformação. Bolinha de papel não pode decidir eleição, isso é desespero de causa.
    abs carinhosos
    Jussara

    ResponderEliminar
  13. Não sendo brasileira abstenho-me, mas o vídeo...Santo Deus!!!
    Bom fim de semana
    Abraço

    ResponderEliminar
  14. Olá Rogério!

    Agora já sei de tudo!
    A reportagem do acontecimento ficou bem mais clara :)))
    O homem quase morreu...
    só não mostrou a ninguém o tal edema que só o médico viu!

    Moral da história, se eu tivesse que votar, votaria Dilma.

    Que grande novela!

    Beijão

    ResponderEliminar
  15. Bem, meu caríssimo amitgo Rogério. Depois dessa elucidativa reportagem e seu testemunho de que era um tijolo, nada mais a acrescentar. Minha candidata não está concorrendo desta vez, e gostaria de fazer como ela e não apoiar nenhum dos dois. Entretando, não consigo ficar assim, como direi, encima do muro. Voto no "agredido" pois no PT não voto nem morta! Ajudei a eleger o Lula uma vez. Hoje, não o faria. Mas, graças a essa desinformação toda do SBT, outras reportagens foram feitas e parece que houve mesmo a agressão. a verdade é que, seja uma bolinha de papel ou um tijolo, agredida mesmo foi a nossa democracia!!! Como sempre!
    Beijokas e saudades de ti.
    Que teu fds com a família seja delicioso.

    ResponderEliminar
  16. citando catsone, "político é igual em todo lado: em portugal, no brasil ou na ...* que pariu".

    e é isso.

    *censurado porque é palavrão feio

    abraçinho

    ResponderEliminar
  17. digno do melhores tempos do "nosso" Marocas! eheheh

    abraços

    ResponderEliminar
  18. Caricata, para não lhe chamar outra coisa, é também a entrevista de Ferreira Gullar à Alexandra Lucas Coelho, hoje no Público.
    Recomendo a leitura, porque demonstra que o prémio Camões que este ano lhe foi atribuído deve ter sido para realçar a senilidade do autor arrependido. Ainda tenho mais medo de arrependidos, do que o Jorge Coelho tinha dos independentes. Livra!

    ResponderEliminar