19 outubro, 2010

TAP segue pressupostos do orçamento para 2011

Na sua tomada de posse como CEO da TAP Portugal, o ex-governador do Banco de Portugal afirmou que as boas-práticas orçamentais podem, sem qualquer problema, aplicar-se à gestão da frota. As economias previsiveis acabam por ser uma reprimenda ao entretanto destituído Fernando Pinto, que já regressou ao Brasil num 747 com os 4 motores operacionais...
"A economia vai desacelerar, faltando saber só a dimensão, ditada pela evolução das exportações, alerta o governador do Banco de Portugal. "A economia nacional é como um avião com quatro motores em que dois vão desacelerar", afirmou. Ou seja, "o consumo público e o consumo privado".
"A grande questão será o comportamento das exportações. Se for bom, o avião não perderá grande altitude", alerta. O quarto motor é o do investimento, também engasgado."

Estas as palavras do então Governador do Banco de Portugal, agora à frente da TAP