23 junho, 2011

Encontro com o António Tapadinhas. Lá, na margem certa da vida...

Uma exposição recente atraiu-me a atenção. Lamentei, não ter tido aviso prévio. Queria ter podido ver, olhar. De pronto surgiu o convite, de quem me pintou lugares de menino. Almoçámos no local combinado, mas não falámos apenas do passado. Passado comum, em medos, lugares e olhares. Falámos também do futuro, de projectos, das artes, da família e dos netos. Foi bom regressar ao Barreiro. Regressar e conversar, conversar, conversar...

"A gente não faz amigos, reconhece-os." Vinicius de Moraes