07 junho, 2011

De regresso, com nova personagem com que assino cada viagem...

Fui sendo coisas diferentes sem deixar de ser o que sou. Fui mudando a imagem sem mudar, no essencial, a mensagem. Essa, continua a ser de denúncia e de esperança, com interregnos para coisas belas.

Este regresso à Conversa Avinagrada, não a percam nem por nada...

Assi o Gentio diz. Responde o Gama:
– «Este que vês, pastor já foi de gado;
Viriato sabemos que se chama,
Destro na lança mais que no cajado;
Injuriada tem de Roma a fama,
Vencedor invencíbil, afamado.
Não tem com ele, não, nem ter puderam,
O primor que com Pirro já tiveram.”

"Os Lusíadas", de Luís Vaz de Camões - Canto VIII, nº 6

Será com a face e o nome de Viriato que passarei a assinar por todo o lado, por onde resolva passar. Eu Viriato, a quem foi dado de título de "regnator Hiberae magnanimus terrae", o mais magnânimo dos reis da terra Ibérica (saiba mais)