23 junho, 2011

Encontro com o António Tapadinhas. Lá, na margem certa da vida...

Uma exposição recente atraiu-me a atenção. Lamentei, não ter tido aviso prévio. Queria ter podido ver, olhar. De pronto surgiu o convite, de quem me pintou lugares de menino. Almoçámos no local combinado, mas não falámos apenas do passado. Passado comum, em medos, lugares e olhares. Falámos também do futuro, de projectos, das artes, da família e dos netos. Foi bom regressar ao Barreiro. Regressar e conversar, conversar, conversar...

"A gente não faz amigos, reconhece-os." Vinicius de Moraes

7 comentários:

A.Tapadinhas disse...

"Não há prazer comparável ao de encontrar um velho amigo, a não ser o de fazer um novo."

Acabaste o nosso almoço com uma citação, eu começo a sobremesa com outra.

Da tua citação o meu comentário é simples: é uma verdade mesmo que só seja provada com 50 anos de atraso.

Aquele abraço, amigo!
António

Fernanda disse...

Fico imensamente feliz!
Sei o sabor desses encontros.

Bjs.

Sam. disse...

Melhor que poder reconhecer um grande amigo é não perdê-lo pelos caminhos da vida.

Maravilhoso o trabalho desse moço!
Me impressionou a riqueza de detalhes de suas pinturas!

# Rogério, quero agradecer pelo último comentário que me deixou.
Algumas pessoas já haviam em sugerido postar coisas minhas, mas acho que não tenho talento para isso.
O que me chamou atenção em teu comentário e que ninguém havia dito, é o fato de que, "quem escreve nem sempre gosta. Quem nos lê, adora."
Pronto! Resolvi arriscar. Meu último post é um texto meu.
Não tenho a pretensão de que adore...rsrs... mas espero que goste nem que for um pouquinho...rsrs

Um beijo, amigo querido!

AC disse...

Mesmo na margem certa da vida há muita conversa para pôr em dia. É que as cumplicidades são coisa preciosa.

Abraço

Fê-blue bird disse...

Beijinhos aos dois !
Passei voando por aqui ;)

Bom fim de semana

maiuka disse...

Rogério,
Queria ser môsca e ouvir falar dos vossos projectos futuros. Apenas consegui ir relembrar esses lugares de menino que o António lhe pintou. Acho que essa amizade terá começado aí.

Beijo aos dois

folha seca disse...

Caro Rogério
A sua citação do Vinicius. A primeira frase do comentário do A.Tapadinhas complementam-se numa perfeita simbiose. Acho que um dia destes sairá um "desenho" junto com um poema à amizade. (apenas um desafio).
Espero que ainda este ano alguns de nós, estejamos juntos. Prepare a caneta meu caro porque acho que vai ter que dar muitos autógrafos.
Abraço