01 março, 2018

Como Nossos Pais


Quando confiamos cegamente na tecnologia é aí, precisamente, que acontece ela falhar. Sem fotos do ritual familiar, deu para seguir a festa com outro olhar. E dei por mim a dar conta dos gestos, dos sorrisos, dos afectos repetitivos. 

Acontece assim, ano após ano e não me queixo.
É que é preciso que algo não mude, quando chegar o (desejado) dia em que tudo seja diferente.