30 outubro, 2013

Cavaco Silva é imprevisível... até porque não são previsíveis as consequências dos seus actos....

A palavra "previsível" se isolada, diz tudo sem dizer nada. Do ponto de vista político, porque é de política que se trata, expressei (e reclamei) a previsibilidade associada à coerência, ao fazer-se como se diz, à firmeza em cumprir um compromisso. Só isso. 
 .
A coerência é fazer-se aquilo que se pensa mesmo se nunca se declare o que se pensa fazer? É, mas para quem vai sofrendo os efeitos de um ser sinuoso, não o pode nunca considerar previsível. O pior da imprevisibilidade do mandato de Cavaco são as consequências do seu exercício, ninguém imagina aonde ele nos pode levar. Nem ele!
 .
Considerar Cavaco previsível é reduzir as consequências dos seus actos, é minimizar-lhe a importância e os seus efeitos...
Não é previsível que se caia numa ditadura, mas essa imprevisibilidade assusta!

(dedico este post aos "fala-barato")