06 outubro, 2013

Geração sentada, conversando na esplanada - 35 ("esse comboio perigoso que aí vem")

(ler conversa anterior)
"Como se trava o comboio que avança para o sítio errado? Com um obstáculo.
Quando o desespero avança rápido demais, eis o que deves fazer: colocar um obstáculo entre ti e ele (esse comboio perigoso que aí vem).
Mantém-te, portanto, assim como estás: com um desespero médio. Estar vivo é mais ou menos isso."
Gonçalo M. Tavares - Hoje, Notícias Magazine 

Depois de ter chegado e ser efusivamente saudado (é pela ausência que percebemos quanto somos queridos) cada um ficou para seu lado gozando o sol ou, a coberto dele, a leitura. Ninguém, durante minutos longos, tomou a iniciativa de lançar conversa. O rafeiro do senhor engenheiro, já tinha a sua dose de queque e olhava, de olhos semicerrados, a ponta da bengala que o velho engenheiro ia batendo no chão, repetidamente, pensativo e com o rosto cerrado... Perto dali a Gaby era uma das que usufruía o dia e ia navegando na net, como sempre faz com o seu iPad em riste.  
- Esta gente não pára, agora a margem sul vem invadir Lisboa... não podem ganhar mais uns míseros votos, e aí estão eles...
- Invadir Lisboa? 
- Sim!, já viram a convocação da CGTP, querem fazer a ponte a pé!
- A ponte a pé?
O velho engenheiro interrompeu o seu gesto repetido do bater com a bengala e disse com voz calma e martelada 
- A Ponte-a-pé! A pontapé, é o que é! O pontapé que essa gente merece... Não fosse eu tão velho e trôpego e lá estaria... tivesse eu a idade da menina...
Ia eu a falar mas calei-me perante a entrada enérgica da Teresa
- A essa gente, como dizes, os ganhos eleitorais não sobem à cabeça! A "Marcha" é uma manifestação de resistência!
- Resistência?
- Sim de resistência!, o que que tu achas que vai ser o próximo orçamento? 
- Sei lá eu de orçamentos... eu quero é paz e sossego... 
- Paz e sossego não vais ter tão cedo. E por medo não te adianta ter um "desespero médio"...
A Gaby, sentindo-se desapoiada, calou-se. E certamente todos ficámos a pensar que não é mera coincidência as datas de 15* e de 19. A CGTP mobiliza para resistir ao "comboio perigoso que aí vem" e... vamos ver se descarrila.

*Dia 15 de Outubro é a data limite de entrega do Orçamento na Assembleia da República e 19 o dia da manifestação

9 comentários:

Tétisq disse...

Esperemos que a mobilização seja expressiva...

Lídia Borges disse...


Acabo de citar G.M.Tavares precisamente, no blogue da Graça Sampaio.
O desespero é um monstro sem cabeça.
Todos o sabemos.

Lídia

© Piedade Araújo Sol disse...

a ponte é uma passagem...

:)

Maria João Brito de Sousa disse...

A paz e o sossego são luxos a que não podemos aspirar quando nos estão a empurrar por um precipício...


Abraço e FORÇA!

São disse...

Como , neste momento, não sou capaz de transmitir em palavras civilizadas o asco que Passos, Portas , Cavaco e semelhantes me provocam, limito-me a dizer que só de pensar nas criaturas e em quem os (ainda) apoia me revolta o estômago...

Boa semana

jrd disse...

É importante mudar a agulha toca a corneta e agitar a bandeira.

O Puma disse...

A partir de agora em definitivo

só acredito nos gestos
o resto é conversa fiada
Abraço

Graça Sampaio disse...

É uma posição e uma chamada de atenção, mas isto já não vai lá com manifestações nem com greve. Isto só lá vai quando os sacanas do "governo" sentirem um apertão bem forte no físico, na pele!

Fê blue bird disse...

A mobilização é fundamental, mas penso também como a amiga Graça.

beijinho