20 novembro, 2015

Marcelo, o candidato das revistas dos cabeleireiros, dos consultorios e dos velórios

Ontem, à saída de uma sessão de esclarecimento onde a figura do "professor" fora desmistificada como imagem construída pela mão do próprio com o beneplácito generoso das televisões (que não só de uma), dizia-me uma amiga e camarada: "Bem se podia ter também falado das revistas cor-de-rosa e da promoção que goza".
Verdade que não se falou das revistas espalhadas nas salas de espera de salões, dos consultórios e até dos velórios.
Mas quem esquece que o Professor é a consciência parda de uma direita enjeitada que jamais o enjeita e que Marcelo sempre abraçou?

8 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Não é o meu candidato

Elvira Carvalho disse...

Se calhar é por isso que ele não me convence. TV vejo pouco, e TVI só quando o rei faz anos.
Revistas não compro, quando muito dou uma vista de olhos às capas se as vejo penduradas nalguma papelaria. Para os consultórios vou sempre munida de um livro.
Logo toda essa intoxicação passa-me ao lado.
Um abraço e bom fim de semana

Reporter disse...

Há populismo a mais na campanha de Marcelo.
Aposto em Sampaio da Nóvoa.

Fê blue bird disse...

Infelizmente quem pensa nem que seja só um bocadinho não o tolera e quem consome estas "coisas" gosta dele, enfim este é o povo que temos.

Um beijinho e bom fim de semana

. intemporal . disse...

.

.

. não gosto dele . tem conversa para tudo . sabe tudo e de tudo ou finge saber . e todos sabem dele . e sempre detestei vê.lo a ganhar rios de dinheiro na TVI . enquanto preparava a caminha onde se pretende agora deitar .

.

. votarei na mesma cor daquele que foi o meu voto nas legislativas .

.

.

Graça Sampaio disse...

E é com estas falácias e estas ajudas das revistas cor de rosa e do programa dos domingos com a Carochinha de Sousa que ele vai conseguir lá chegar. Outra vez por culpa da divisão da esquerda... «Mísera condição»!!!

Agostinho disse...

Há muito dinheirame apostado nele.
A mitificação do herói, com apadrinhamentos que vêm de longe, faz acreditar na sua eleição. Contudo, aqueles que se regalam da sua erudição, compostura, fotogenicamente proclamada pela tal "imprensa" podem virar-se contra ele e morder-lhe (salvo seja) as canelas.

Maria Eu disse...

Um fala-barato que, pretensamente,, sabe de tudo. Infelizmente, o povo vai em cantigas...
Opto por Sampaio da Nóvoa, de quem conheço bem a seriedade, a independência e o pluralismo.

Beijinhos, Rogério. :)