31 dezembro, 2011

Aniversário sem festa, nem figura do ano, nem sequer mensagem de FELIZ ANO NOVO

ANIVERSÁRIO - Segundo aniversário, mas sem festa. Contrariamente ao que fiz o ano passado, em que me engalanei, vangloriei de tudo e de nada, este ano me ponho sério, sem fazer tal. Não que os meus actuais 265 amigos o não mereçam ou os insistentes visitantes (que este ano quase triplicaram os 22 400 que me tinham visitado o ano passado) não teriam interesse em me vir felicitar. Nada disso. É que seriam festas a mais, para tão negro contexto... e, depois, eu não sei se realmente mereço...



FIGURA DO ANO - Fui tudo o que as imagens acima ilustram que eu fui. Cada um se apresentou com os objectivos e promessas, mas nem todas foram bem tratadas ou sequer cumpridas. O saldo até pode ter sido interessante, mas por ser inconsequente, não haverá lugar a destacar uma figura do ano: Meu Contrário e Minha Alma, nem é por se terem tornado personagens de um livro, que o merecem (o livro ainda não fez o caminho que terá de percorrer); O Rogérito, até é um bom menino, mas é desastrado, não põe pontuações nas redacções e dá erros nos ditados; Quando voei na passarola, não despejei as palavras exactas e necessárias, não que tivesse tratado mal o sonho ou o tenha desrespeitado, mas não se pode falar de sonho e ser demasiado avinagrado; A denúncia da mão que esmaga o mundo foi uma ideia boa que ficou pelo caminho. O menino de Saramago, entrou noutras histórias mas não chegou a esclarecer o que aquela bela flor poderia, de facto, ser; Viriato, foi a minha figura mais controversa, saiu sem convencer porque decidiu nem receber os "novos romanos"...; Clistenes, o último a chegar, anda por aqui e ainda não provou que merece a honra que há muito séculos atrás mereceu; Por fim, EU. Eu sou o que menos merece ser figura do ano. Minha Alma chegou a dizer-me: "Rogério, a melhor maneira de não perder amigos é não os fazer... porque não fechas a loja?". Claro que eu não dou ouvidos à Minha Alma quando ela faz como a canção, que se anima em depressão. Eu... eu vou continuar. Vou ver se alguém "meu" merece ser figura do ano no próximo ano que se avizinha.

VOTOS DE FELIZ ANO NOVO? COMO O DESEJAR? - Seria trocista e cínico se o desejasse. Seria até um apelo ao egoísmo e ao safem-se se puderem. Como desejar felicidade ignorando o que se está passando? Os meus votos são outros: QUE O ANO DE 2012 SEJA O ANO DA CIDADANIA, DA FRATERNIDADE E DA MUDANÇA. Que o seja. E se vier a ser, então haverá razão para dizer que 2012 foi... um ano muito feliz. Talvez até, contra aquilo que se diz, haja um sorriso na próxima Primavera...