01 dezembro, 2011

Restauração? Qual restauração?

Não acredito que o texto do Tratado de Lisboa 
(que entrou em vigor em 1 de Dezembro de 2009) contenha palavrões.
Admito que a palavra incompleta seja "funcionem".
Como todos sabemos, das expressões usadas, a mais grosseira foi "porreiro pá"...


Acreditem que estou dividido. Dividido por já não saber a quantas ando e a quantos hei-de eu andar. Não sei a quantas ando: não sei se a data que hoje se assinala tem a ver com 1640, com 2009 ou com data já planeada para aquilo que vai (inevitavelmente) acontecer. Sim, porque não restam dúvidas que haverá a Restauração da Independência que agora mesmo nos foi tirada. Duvido que seja violenta. Não é por nada, é porque, feitas bem as contas, faltarão andares suficientemente altos para deles atirar os milhentos "Miguéis de Vasconcelos" que se fazem passear por todos os paços, outros espaços e corredores do poder. Esse poderá ser um futuro novo feriado Nacional. Que venha.

Espanhóis? Nem pensar  voltar a assinalar datas que nos dividam dos "nuestros hermanos". Proponho que que se considerem outros que nos unam. Data da assinatura do Tratado das Tordesilhas. Pode ser? É que a "Jangada de Pedra" e o sonho de Saramago bem podem ter de acontecer... e seria outra data a festejar.

10 comentários:

acácia rubra disse...

Para que dia marcamos a Restauração, Parte II?

Só que agora 40 conjurados serão poucos e parece-me que o 'povo' se não quer "alevantar". Resolver isto após 60 anos também não me parece muito viável... Já estamos sem paciência e ainda só estão no 'trono' há meia dúzia de meses...

Beijo

folha seca disse...

Caro Rogério
Temo que a descaracterização que há muito se nota no "sentir Português" já foi.
O facto de eventualmente este feriado ir desaparecer fez com o que este dia representa, seja mais falado. Caso contrário era mais um feriado ainda por cima num dia da semana que proporcionou uma ponte para aqueles que a podem ter.
Tambem estou divido, chateado e sinto-me: (não digo por decoro).
Abraço

Lídia Borges disse...

Muito bem visto!
Já tinha dado comigo a pensar assim, hoje, logo de manhã... :)

Um beijo

Turista disse...

Amigo Rogério, como alguém dizia: o 1º de Dezembro é feriado na Alemanha? Não? Então também não é necessário em Portugal!...

Fê-blue bird disse...

Meu amigo:
As varandas e as janelas da Assembleia da República que altura têm? ;)
Eram assim resolvidos tantos problemas.
beijinhos

Jaime Ramalhete Neves disse...

"Esta é Lisboa prezada/Mirala e leixala/Se quereis carneiro/ Qual deram ao Andeiro/Se quiserdes cabrito/Qual deram ao Bispo!".
Ao que parece a palavra "defenestração" só apareceu mais tarde.Mas o conceito já aqui estava: a curva, decerto graciosa, descrita pelo Bispo desde o alto da Sé é implicitamente comparada ao salto de um cabrito. Fernão Lopes caracteriza as moças de Lisboa "sem mêdo". E sobre este já escreveu o Mia Couto. Mas há que não perder a esperança e "defenestração" neste 1º de Dezembro ganhou um significado simbólico. Embora eu esteja igualmente convencido de que as janelas do Terreiro do Paço não chegam. Também hoje os castelhanos são espanhóis e no parlamento da Catalunha há expressões que são proibidas. Bastantes anos depois de Ortega y Gasset ter escrito "España Invertebrada" e de Dolores Ibarruri ter publicado "España Estado Multinacional"...

Ana Tapadas disse...

Enfim meu amigo...e acresce que levei quatro anos a estudar o processo inquisitorial de um poeta da Restauração...

Tempos virão!


Beijo

A. disse...

Ai, valha-me Deus!... Como há sempre alguém a aproveitar-se do que sempre nos separou e continuará a separar!... Por uma questão simples de coerência, antes de tudo deve pensar-se em Portugal bem longe do jugo, seja de quem for!... Quanto a Espanha, com um índice real de desemprego tão elevado, o máximo que nos podem dar, é a tal jangada de pedra do "outro" para podermos continuar a encher-lhe a embarcação com os parcos euros que tanta falta nos fazem!...
Olha que uma pessoa vê cada uma por esses caminhos de cegueira, que só mesmo visto!!!!!!!!!!!!!!!... Isto de dar uma no cravo e outra na ferradura...


Abraço

São disse...

Onde anda a dignidade portuguesa?

Onde?!

Bom final de semana

ematejoca disse...

Sou a favor da Restauração e CONTRA a Jangada de Pedra!!!

Odeio os espanhóis, incluindo a Pilar!!!