31 dezembro, 2011

Aniversário sem festa, nem figura do ano, nem sequer mensagem de FELIZ ANO NOVO

ANIVERSÁRIO - Segundo aniversário, mas sem festa. Contrariamente ao que fiz o ano passado, em que me engalanei, vangloriei de tudo e de nada, este ano me ponho sério, sem fazer tal. Não que os meus actuais 265 amigos o não mereçam ou os insistentes visitantes (que este ano quase triplicaram os 22 400 que me tinham visitado o ano passado) não teriam interesse em me vir felicitar. Nada disso. É que seriam festas a mais, para tão negro contexto... e, depois, eu não sei se realmente mereço...



FIGURA DO ANO - Fui tudo o que as imagens acima ilustram que eu fui. Cada um se apresentou com os objectivos e promessas, mas nem todas foram bem tratadas ou sequer cumpridas. O saldo até pode ter sido interessante, mas por ser inconsequente, não haverá lugar a destacar uma figura do ano: Meu Contrário e Minha Alma, nem é por se terem tornado personagens de um livro, que o merecem (o livro ainda não fez o caminho que terá de percorrer); O Rogérito, até é um bom menino, mas é desastrado, não põe pontuações nas redacções e dá erros nos ditados; Quando voei na passarola, não despejei as palavras exactas e necessárias, não que tivesse tratado mal o sonho ou o tenha desrespeitado, mas não se pode falar de sonho e ser demasiado avinagrado; A denúncia da mão que esmaga o mundo foi uma ideia boa que ficou pelo caminho. O menino de Saramago, entrou noutras histórias mas não chegou a esclarecer o que aquela bela flor poderia, de facto, ser; Viriato, foi a minha figura mais controversa, saiu sem convencer porque decidiu nem receber os "novos romanos"...; Clistenes, o último a chegar, anda por aqui e ainda não provou que merece a honra que há muito séculos atrás mereceu; Por fim, EU. Eu sou o que menos merece ser figura do ano. Minha Alma chegou a dizer-me: "Rogério, a melhor maneira de não perder amigos é não os fazer... porque não fechas a loja?". Claro que eu não dou ouvidos à Minha Alma quando ela faz como a canção, que se anima em depressão. Eu... eu vou continuar. Vou ver se alguém "meu" merece ser figura do ano no próximo ano que se avizinha.

VOTOS DE FELIZ ANO NOVO? COMO O DESEJAR? - Seria trocista e cínico se o desejasse. Seria até um apelo ao egoísmo e ao safem-se se puderem. Como desejar felicidade ignorando o que se está passando? Os meus votos são outros: QUE O ANO DE 2012 SEJA O ANO DA CIDADANIA, DA FRATERNIDADE E DA MUDANÇA. Que o seja. E se vier a ser, então haverá razão para dizer que 2012 foi... um ano muito feliz. Talvez até, contra aquilo que se diz, haja um sorriso na próxima Primavera...

27 comentários:

  1. "QUE O ANO DE 2012 SEJA O ANO DA CIDADANIA, DA FRATERNIDADE E DA MUDANÇA." : )

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Gostava de ter a confiança suficiente para subscrever os teus votos para 2012. Mas não tenho.
    Sei, no entanto, que 2012 vai ser, em grande parte, o que nós quisermos e conseguirmos, sempre com a Luta!

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. ... mas, com Parabéns, meu amigo :))
    ... e a partilha dos melhores votos para 2012!
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  4. maravilhoso post, amigo. sem hipocrisia, sem lotar a mente de falsas esperanças de que tudo mude como mágica e ...o ano acabar e nada ter acontecido.

    que 2012 seja ano de superação, de melhorias, aqui a coisa tb anda brava, rs

    e pra vc um forte abraço e um sincero agradecimento por ter recebido sua amizade neste ano, contando com sua sabedoria para o próximo!

    abraços

    ResponderEliminar
  5. parabéns pelo aniversário do blog; parabéns pelo livro; obrigada por caminhar ao nosso lado...

    deveria, sobretudo, celebrar, sim... com tudo a que tem direito: bolo, foguetes e, porque não, uma banda de música?

    que o que acontece, lá fora[à nossa volta], não nos pode impedir de viver com um V maiúsculo, cá dentro[de nós mesmos].

    o contexto não é negro... nós é que estamos de óculos escuros :)

    este ano que acaba foi muito importante para si e teve frutos... o ano que entra será difícil? sim... mas, sempre foi - desde que nasci, a mesma frase: o país está em crise.

    este ano que entra, a pior: a crise de valores.

    mas, se eu mudar, o mundo muda.

    se todos mudarmos, o mudo muda.

    vamos "meter a mão na massa" e continuar o temos vindo a fazer até hoje, último dia deste ano:

    trabalhar para um mundo melhor. cada um, como pode, como sabe...

    e amanhã, ano novo que começa, irá dar, também, os seus frutos: coloridos, muito coloridos :)

    bjinho terno e abraçinho apertadinho...

    Feliz Ano Novo!

    ResponderEliminar
  6. .

    .

    . rogério,,, .

    .

    . desejo.lhe um ano de dois mil e doze essencialmente realizável . o resto . a ser tudo . ficará para depois .

    .

    . abraço .

    .

    .

    ResponderEliminar
  7. Rogério,

    A minha alma também me diz muitas vezes o mesmo que a sua. Não digo com toda a certeza que escolhi a despedida de Eugénio de Andrade e o fim de ano para me despedir eu, mas a ideia passou pelo meu espírito.

    Gostei muito de tudo o que vi escrito no seu post, eu também nunca festejei nem aniversários destes, nem números, para quê? As amizades, temo-las dia a dia, as que o são e querem continuar por aqui ou por outro lado qualquer.

    Quanto aos votos para 2012 foram os mais bonitos e verdadeiros que encontrei. Eu tenho desejado muita força, paz e amor para que possamos olhar à nossa volta e termos a coragem de ajudar no que podermos, porque por mais que consigamos sobreviver há outros que nem tanto.

    Acabei agora memo de dizer à Isabel do "Cata Vento", que há 37 anos não me comovia como estes dias me tem acontecido com situações sociais e por isso este 2012 será sem dúvida um ano triste. Estes dias tem havido uma correria das pessoias para saberem como e quando podem ser isentas das horrorosas taxas moderadoras na saúde que entram em vigor já dia 1.
    Aqueles que têm direito a um atestado que lhes atribua pelo menos 60% de incapacidade que os isente, têm mesmo assim que fazer muitas contas, porque o atestado que no início do ano ainda custava 0,70€ custa agora 50€ e a isenção também é atribuída a agregados que tenham o rendimento médio mensal igual ou inferior a 1,5 vezes o valor do indexante de apoios sociais (valor do apoio social=419,22). Ora entre pagar 50€ euros por um atestado ou fazer estas contas para ver se vale a pena é um exercício de equilibrista para algumas famílias com pessoas incapacitadas e tem-me doído todos os dias, com horríveis situações concretas à minha frente. Como alguém me dizia ontem, se o Sr. Belmiro de Azevedo tiver um atestado de incapacidade de 60% não paga taxas moderadoras. Eu não me posso queixar porque a minha filha já tem esse atestado desde 2007 por ser doente de Crohn, pagarei apenas eu, enquanto puder.

    Não me vou alongar mais, desejo-lhe o mesmo que nos desejou, muita cidadania, muito amor para si e para os seus, daquele que em família nos dá a força e a esperança para que em conjunto possamos todos melhorar este estado de coisas.

    Beijos e a certeza de que a minha alma balança e acaba por andar por aqui pelo prazer de ler textos como este e ter amigos como o Rogério.

    Até breve, em 2012.
    Branca

    ResponderEliminar
  8. ai credo, Rogério!

    não sei o que lhe dizer...

    mas como sou optimista e sobretudo aluada

    gostaria de torcer, para que o seu novo ano seja detentor de uma vinagreta perfeita

    muitos pensam que este, é um molho fácil de fazer, mas não é

    é na conjugação dos elementos que está o segredo e na mão que faz girar a colher de pau!

    um abraço e tudo de bom para si

    manuela

    ResponderEliminar
  9. Sorrio com os votos.
    Sorrio e aguardo que floreçam na próxima primavera.
    Por enquanto agradeço a oportunidade de ter te conhecido e a honra que me concedes na nossa dança de palavras.
    És um parceiro e tanto Rogérito! Este ano, sob este prisma, foi de muita luz, ao menos para mim.
    Um bj e nos vemos em 2012 para mais um minueto, valsa, tango ou, simplesmente, a mais bela dança, sem música, que possamos sonhar.
    Te vejo na estrela mais tarde, não te esqueças! Valerá a pena! Até lá! Mais um bj

    ResponderEliminar
  10. Agradeço e retribuo, caro Rogério.

    Saúde!!!

    ResponderEliminar
  11. Terás razão...mas devemos sempre ser otimistas!!! Sejamos positivos mesmo no atual contexto!

    Enquanto houver uma nova madrugada, uma seara e uma bilha de água...haverá ceifeiros aos molhos para regalo destes nossos tristes olhos!

    Um beijo e sim, um 2012 pleno de AMOR, SAúDE E CIDADANIA!

    BShell

    ResponderEliminar
  12. Meu caro, que 2012 seja aquilo que os Maias profetizam : o ano da mudança, a passagem para um nível espritual mais elevado.

    Para si e para os seus desejo saúde e paz !

    Um enorme abraço

    ResponderEliminar
  13. Não querem lá ver!
    Olhem, só, como o puto cresceu!
    Dois anitos!
    É, ele, o que já era: reguila avinagrado. Está perto o tempo em que o veremos por aqui, deslaçando a fralda e pondo-se a caminhar com ela na mão...
    Parabéns, mesmo sem festa. Também, o puto bem podia ter pedido um help ao Rogério!
    O "contra aquilo que se diz" dissimula q.b. Não incomoda por aí além, e a vista não sai ferida. Vá lá, podia ser pior!
    Para o Rogério e família, não esquecendo, claro, o puto, aqui deixo os votos de um 2012 com tudo de bom.
    PS
    "O livro ainda não fez o caminho que terá de percorrer". Estou em crer que não. Cá por mim, por muito que tente, não consigo chegar-lhe. Será azelhice minha, ou o link também sofre de dissimulação?

    ResponderEliminar
  14. Um Bom Ano!
    Atrevo-me a desejar, sem nenhum cinismo, nem sombra de troça. Desejar é só por si um ponto de partida para dar corpo a essa mudança que se impõe, que acontecerá, mais dia menos dia.
    Não desejar leva à inércia, à apatia e à depressão.

    Desejemos, pois!...

    Um Sorriso :)

    ResponderEliminar
  15. Caro Rogério
    Desejo que tenha um feliz Ano Novo junto daqueles que lhe são queridos.

    Beijinho e uma flor

    Adélia

    ResponderEliminar
  16. Rogério,
    obrigado pela companhia durante o ano que passou, só isso para mim foi um ganho.
    E faço de seus votos também os meus: "QUE O ANO DE 2012 SEJA O ANO DA CIDADANIA, DA FRATERNIDADE E DA MUDANÇA."
    bjs
    Jussara

    ResponderEliminar
  17. Agora e já, sem tempo para ler convenientemente, sublinho os teus votos.
    Que Abril nos traga de novo a Primavera desejada.

    Abraço e beijinho

    ResponderEliminar
  18. Gratidão pela partilha, pelas reflexões sábias, pela sua presença.

    Um especial abraço, Rogério, de parabéns pelo blog
    Bem-haja

    Votos sinceros de excelente 2012.
    Mel

    ResponderEliminar
  19. Se as palavras são como as pessoas e mudam de opinião, porque não pensar que a velha expressão "Feliz ano novo" poderá significar "Bom 2012"!?...

    Abraço

    ResponderEliminar
  20. Reforço esse desejo de um ANO DA CIDADANIA, DA FRATERNIDADE E DA MUDANÇA.

    UM PRÓSPERO ANO 2012.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  21. Que 2012 seja o que for porque lá teremos que o aguentar!
    Mas dou os parabéns não sabendo bem se sou seguidora!

    Abraço

    ResponderEliminar
  22. Já percebi que sou aselha, por esta "azelhice" ter deixado!

    ResponderEliminar
  23. Parabéns pelo blogue. Parabéns pelas suas palavras sempre atuais, verdadeiras e sensatas. Parabéns pela imaginação e pela escrita fluente. E, especialmente, pelas ideias e pelos sentimentos.

    Bem haja! E tenha um Bom Ano, sinceramente.

    ResponderEliminar
  24. Amigo Rogério, muitos parabéns pelo seu blog e votos de um bom ano de 2012.
    Já mandei vir o seu livro da editora. Aguardo a sua disponibilidade, para me fazer uma dedicatória, no mesmo. :)

    ResponderEliminar
  25. Olá Rogério,

    Venho hoje apenas para agradecer a sua companhia em 2011. São trocas assim de afinidade que fazem valer nossa existência. Talvez não sejamos tão almas gêmeas, mas temos sim algumas coisas em comum. A luta pela cidadania é sem dúvida uma delas. Você a põe em prática pelas palavras, eu a ponho no meu trabalho diário. Ao meu blog, restam outras conjecturas.

    Que em 2012 possamos ter muito mais a trocar.

    Aceite o meu abraço virtual e até breve.

    Carinho sempre,

    ResponderEliminar
  26. Aceito os seus votos e desejo-lhe de coração aberto e de boa fé, um Ano Novo repleto de coisas boas e muitas amizades, mesmo que virtuais, as palavras também dão alento, mesmo que à distância.

    Aproveito para lhe dar os parabéns pelo seu livro.

    Abraço
    oa.s

    ResponderEliminar
  27. Parabéns atrasados palo 2º aniversário, Rogério.
    E que 2012 traga boas surpresas, momentos de felicidade e um saldo positivo, no final.
    Beijos.

    ResponderEliminar