18 maio, 2011

Renegociar a dívida: o inviável é inevitável (*)

Se não quiserem (ou puderem) ver todo o programa, vejam os primeiros 20 minutos

Quase todo este meu post é feito à custa da Joana Lopes
mas decidi dar, no que escreveu, uns pequenos retoques

"Parece que sim. Devagar, devagarinho, políticos e comentadores começam a dizer que talvez, quem sabe, não agora mas…, se calhar terá de ser. Vale a pena ouvir Medeiros Ferreira.
O que até aqui era pura «demagogia», do PCP e do Bloco, a ganhar terreno porque o rei vai nu."

P.S. – E a Grécia aqui tão perto!

(*) Para quem já não se recorde, o texto que ficou conhecido como Manifesto dos 74/74 tinha como cartão-de-visita «O inevitável é inviável».