17 maio, 2011

Para que te não abatas...

.


Quando estiveres triste
Quando estiveres solitário
E não tiveres nenhum amigo
Lembra-te que a morte não é o fim

Quando tudo aquilo que acreditas ser sagrado
Cair por terra e não se recompor
Lembra-te apenas que a morte não é o fim
Não é o fim,
Lembra-te apenas que a morte não é o fim

Quando estiveres perante uma encruzilhada
Que não consigas compreender
Lembra-te apenas que a morte não é o fim

E todos os teus sonhos se apagaram
E não sabes o que está por vir a seguir
Lembra-te apenas que a morte não é o fim
Não é o fim,
Lembra-te apenas que a morte não é o fim
...
A árvore da vida está crescendo
Onde o espírito nunca morre
E a luz clara da salvação
No alto em céus escuros e vazios
Quando as cidades estiverem em chamas
Fazendo arder a carne dos homens
Lembra-te apenas que a morte não é o fim

Quando procuras em vão encontrar
Algum cidadão cumpridor de leis
Lembra-te apenas que a morte não é o fim
Não é o fim,
Lembra-te apenas que a morte não é o fim

Bob Dylan