17 março, 2013

Geração sentada, conversando na esplanada - 29 ("A escuridão serve para esconder muita coisa, mas não é boa para esconder a luz")

(Ler conversa anterior)
- «O que está à vista não precisa de candeia.»
- Diz o povo.
- Não faz sentido, de facto.
- E Vossa Excelência também não precisa de uma segunda candeia para dar a ver a primeira candeia.
- Sim, isso é um facto.
- A luz, antes de iluminar as coisas, ilumina-se a si própria. Dá-se a ver a si própria.
- «Mais vale acender uma vela do que dizer mal da escuridão.»
- Ora aí está, de novo.
- Sete mil homens podem insultar a escuridão, é o que lhe digo.
- Sim, o número de pessoas capazes de insultar a escuridão é infinito. No entanto...
- No entanto...
- No entanto, basta um homem para acender uma vela.
- Mas deixe-me fazer-lhe uma pergunta.
- Sim.
- Cabem mais homens numa sala escura ou numa sala iluminada?
- Não faz sentido essa pergunta, parece-me.
- Faz sentido, sim. Numa sala escura temos sempre a sensação de que há menos gente do que numa sala iluminada.
- O escuro psicologicamente esconde mais. Física e psicologicamente. É isso?
- Nem sempre. Por exemplo, é mais fácil escondermos uma lâmpada iluminada no meio de cem outras lâmpadas iluminadas do que uma lâmpada iluminada no meio da escuridão.
- Ou seja?
- A escuridão serve para esconder muita coisa, mas não é boa para esconder a luz.
- Em suma, se alguém quiser esconder uma candeia não a deve esconder no meio de uma sala escura. Não é o local certo.
- O homem que quer esconder uma candeia num quarto sem luz - eis o bom título para falar de um homem desastrado ou distraído.
- O homem que queria esconder a luz num quarto escuro.

Gonçalo M. Tavares - hoje, no Noticias Magazine
"Ena tantos!... mas porque é a lista não integra nem um comunista?"
 
Enquanto o pombo e o melro disputavam as migalhas de bolo desperdiçadas pelo cão rafeiro, que gulosamente saboreava o que o dono lhe dava, todos na esplanada tinham a atenção concentrada. Por isso ninguém atendia às esclamações e comentários da Gaby, abandonada à sua apaixonada distração de interrogar textos e figuras editadas no seu iPad. Acho que parou no meu "Conversa". Acho que estava a ler o meu último post e abanava a cabeça, como se discordasse.
- ... mas porque insistem em meter os comunistas num quarto escuro?, interrogava ela, sem que qualquer de nós lhe desse resposta. Entretanto, no meu canto, eu sublinhava uma frase:"A escuridão serve para esconder muita coisa, mas não é boa para esconder a luz." , e fui-me à escrita