14 março, 2013

"Habemus papam" - Qual a cor dominante no fumo branco que foi visto?


Receio que os desejos de D. Januário não se confirmem e,
quer se queira quer não, será mais um Papa de transição


Dizia há uns dias D. Januário Torgal Ferreira que desejava um Papa que não fosse expressão de um "lobby". Não sei se foi um Papa assim que o fumo branco anunciou. O branco é uma luz que refracta múltiplas cores sem que se identifique qual a dominante. O branco nem sempre é claridade. Temo que sejam maioritárias, na Igreja, vozes como as de D. Ortiga, mais condizente com a perpetuação da miséria franciscana, onde a resignada humildade é o caminho indicado para a salvação das almas. Escreve-se sobre esta interrogação:
“Quando João Paulo II morreu todos nos iludimos com a possibilidade de que nosso cardeal Bergoglio assumisse como papa. Mas não aconteceu. Oxalá desta vez ocorra”, exclama sem ruborizar uma conhecida jornalista local em uma das tantas transmissões improvisadas da televisão argentina surpreendida, como o resto do mundo, com a renúncia de Bento XVI. “Deus não o permita”, responde o colunista Fernando D’Addario." - ler tudo aqui

11 comentários:

manuela baptista disse...

mais do que a cor dominante

desejo um Papa que mude o paradigma dominante

um abraço, Rogério

Graça Sampaio disse...

Em que ficamos?! Aqui para nós, temo um pouco por este Papa Francisco. Outra ocorrência como a de João Paulo I seria de mais, mas...

ematejoca disse...

Vladmir Putin enviou uma carta de congratulação a Francisco I desejando boa sorte e sucesso na promoção da paz e do diálogo entre os povos e as religiões.
"Estou confiante de que a cooperação construtiva entre a Rússia e o Vaticano seguirá desenvolvendo-se com êxito, sobre a base dos valores cristãos que nos unem."

Turista disse...

Amigo Rogério, eu sou como S. Tomé: ver para crer!!
Adiante: e lampreia sobe colesterol? Dahhhhh! ;)
Um abraço.

quem és, que fazes aqui? disse...


Aguardo para ver. Contudo, achei uma eleição meteórica...

Beijinho

Laura

maceta disse...

ver para crer, mas adientemos a ideia de que não passa de um mortal...

Anónimo disse...

_ e a proposta crística é crucificada a cada evento.
Desconfio.
Melhor, não confio e isso nem faz diferença na minha vida não...como certamente não fará diferença na vida de quem coloca o Cristo Ressurrecto acima dessa cruz que a igreja romana insiste em idolatrar , não sabendo que idolatra a própria morte.
Já agonizam as doiradas cúpulas das letras mortas.
Barbara.

Janita disse...

A opinião da Imprensa Argentima é assim como a água-benta...Rogério.

O tempo é que vai falar...tudo o resto são meras especulações!
A verdade é que Habemus Papam, e que Deus lhe dê muitos anos de vida e força para manter em ordem a desordem dos descalabros que têm acontecido dentro do Estado do Vaticano.
Neste, eu acredito; e tenho dito!:)

Um beijo.

Vítor Fernandes disse...

Rogério, um papa é sempre da cor da igreja. É expetável algo diferente?

as-nunes disse...

Apetece-me dizer, muito prosaicamente:

Ó Cristo anda cá abaixo ver isto!...

Olha-se para estas vestes, paramentos, ornamentos, ostentação e fica-se a pensar:

1- Seguidores das orientações de Cristo;
2- Cristo indignado contra os vendilhões do templo;
3- Igreja/Estado;
4- Inquisição;
5- Cordeiros de Deus;

"Sancta Maria, ora pro nobis"

jrd disse...

Entre o fumo negro e o branco, só consigo ver o cinzento...