08 março, 2013

No dia da mulher, uma flor...


Flor, desenhada
. vês esse ponto aí atrás?
é o bico do meu lápis afiado
Seque essa ponta e verás
que o bico vai subindo e depois descreve um arco
De seguida desce, desce até quase ao ponto de partida
Que desenhei? Isso mesmo: uma pétala, minha querida
Agora, no centro, uma muito pequena bola
Um botão, botãozinho, pequenininho
Há volta, repito o primeiro desenho feito
Uma, duas, três, várias pétalas, colocadas a preceito
Depois faço um traço, para baixo e... uma mão
Que o segura

Então... 
toma, é tua esta flor
Chamo-lhe bem-te-quer
Guarda-a, onde te aprouver
Neste teu dia

- a escrita, por cima desenhada
é de um poeta
da arte do concreto e da pedra
Agradeço à Laura a inspiração
para a construção deste desenho-quase-poema 
(Desenho de Òscar Niemeyer