08 março, 2013

No dia da mulher, uma flor...


Flor, desenhada
. vês esse ponto aí atrás?
é o bico do meu lápis afiado
Seque essa ponta e verás
que o bico vai subindo e depois descreve um arco
De seguida desce, desce até quase ao ponto de partida
Que desenhei? Isso mesmo: uma pétala, minha querida
Agora, no centro, uma muito pequena bola
Um botão, botãozinho, pequenininho
Há volta, repito o primeiro desenho feito
Uma, duas, três, várias pétalas, colocadas a preceito
Depois faço um traço, para baixo e... uma mão
Que o segura

Então... 
toma, é tua esta flor
Chamo-lhe bem-te-quer
Guarda-a, onde te aprouver
Neste teu dia

- a escrita, por cima desenhada
é de um poeta
da arte do concreto e da pedra
Agradeço à Laura a inspiração
para a construção deste desenho-quase-poema 
(Desenho de Òscar Niemeyer

22 comentários:

Gisa disse...

Guardo no fundo do coração. Obrigada querido amigo.
Um bj

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Bom dia Rogério
Junto-me a esta tua saudação a todas as mulheres.
Recordo as nossas conhecidas e amadas mas também as esquecidas e maltratadas.

Junto à flor anexo um beijo de amor

quem és, que fazes aqui? disse...



Obrigada, Rogério!

Para si um beijo florido, de gratidão e admiração por ser como é, o Rogério!

Laura

Rosa dos Ventos disse...

Pela parte que me toca um abraço de agradecimento!

jrd disse...

Da partida à chegada, a Mulher!

JP disse...

Um abraço Rogério.

As mulheres merecem e eu sei a História:)))

Só que na civilização ocidental, já não sei se torna necessário.

Beijinho à musa

Lídia Borges disse...


Estão aqui todas as linhas do dizer mulher.

Obrigada!


Um beijo

Mel de Carvalho disse...

obrigadaaaaa...

Mar Arável disse...

Todos os dias uma mulher
em flor
unidos contra muros e amos

manuela baptista disse...

bonito, Rogério!

Isaura Moreira disse...

Obrigada, Rogério. Pela flor.Pelo poema.
Abraço.

ematejoca disse...

Hoje não é o dia da mulher prendada, Rogério, a mulher prendada vai para o céu, eu vou para todo o lado!!!

O desenho do Óscar Niemeyer é lindo; a Laura como musa também dá grande valor ao post do Rogério no DIA INTERNACIONAL DA MULHER.

Fernanda disse...

Magnífico contributo à mulher.
Que todos se lembrem e a respeitem hoje e sempre.

Tinha que ser ela, a nossa querida Manuela Abrantes.
Beijinhos a ambos.

Janita disse...

Quanto mais singela a flor
mais sincero e puro é o amor!
Orquídeas e camélias
podem ser exóticamente
belas, mas não têm odor!:-)

Obrigada, Rogério!

Um beijo.

Anónimo disse...

Deixo-lhe o aroma de orquideas.
Segundo Confucio a flor exalava "O perfume dos Deuses".
Sim.
Um maravilhoso perfume.

Janita disse...

Anónimo/a.

Há 500 AC é natural que as Orquídeas exalassem esse tal perfume dos Deuses....
Agora as orquídeas sãs flores requintadas, mas não são perfumadas!...E Deus só há um!

Quanto mais não vale o suave perfume da flor de jasmim...eu sei! Tenho um assim.:)

Fernando Santos (Chana) disse...

Excelente homenagem através de
Belo trabalho...
Cumprimentos

heretico disse...

uma bela homenagem. gostei muito do poems - é uma excelente ilustração do desenho

abraço

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Rogériamigo


Divagando pela blogosfera, encontrei-te através da Graça o que meu muita satisfação, pois considero que a Amizade e a Comunicação são das melhores coisas que há no Mundo.

Por isso, resolvi visitar o teu blogue de que gostei; se não gostasse também to dizia. Sou assim, pão, pão, queijo, queijo…

Vou a caminho dos 72 aninhos e faremos, eu e a minha Raquel (uma goesa desnaturada…), 50 anos de casados no dia 26 de Dezembro deste ano. Bodas de ouro? Bodas de felicidade éoké. Mas esforço-me por me manter jovem... da cabeça.

Inscrevi-me como teu seguidor. E como amor com amor se paga, peço-te que faças o mesmo: que te tornes seguidor da minha Travessa que, então, será tua também. E, já agora, deixa também uns comentários. Ajudam-me a levantar o ego…

Abç = abraço

NR. – Este texto é estereotipado, para poder comunicar com todas e com todos. Não vejam nisso qualquer coisa menos boa ou falta de consideração; o que se passa éke não tenho tempo para tudo; reformado trabalha mais do que antes. E um jornalista nunca se reforma…

maceta disse...

o traço e a escrita num contorno de simplicidade...

ana disse...

Muito bonito o poema e o desenho.
Parabéns.

Teté disse...

E eu agradeço a flor e o poema, que não conheceria de outra forma mais agradável! :)

Beijinhos!