06 março, 2014

"As revoluções começam sempre nas ruas sem saída."


"Quem tem piedade de nós? Somos uns abandonados? Uns entregues ao desespero? Não, tem que haver um consolo possível. Juro: tem que haver."
Clarice Lispector
"Sendo assim, as revoluções não concernem a pequenas questões, mas nascem de pequenas questões e põem em jogo grandes questões."  
Aristóteles 
"O que chamamos democracia começa a assemelhar-se tristemente ao pano solene que cobre a urna onde já está apodrecendo o cadáver. Reinventemos, pois, a democracia antes que seja demasiado tarde."
José Saramago

4 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Eu diria que moda actual é mais praças...

Graça Sampaio disse...

Estamos num beco sem saída, estamos!

Maria Eu disse...

O que impota é que comecem, seja onde for!

Beijinhos Marianos, Rogério! :)

Rosa dos Ventos disse...

Mas a paciência tem limites mesmo em ruas sem saída!