05 maio, 2015

É que existe uma fronteira estreita e ténue entre "azedume" e "amargura"... irei procurar exemplos, para já deixo-vos este


Porque é que este sonho absurdo
a que chamam realidade
não me obedece como os outros
que trago na cabeça?

Eis a grande raiva!
Misturem-na com rosas
e chamem-lhe vida.

                          José Gomes Ferreira