02 abril, 2019

De Greta a Jerónimo, (quase) o mesmo discurso ecológico

«Vivemos num mundo estranho, onde ninguém se atreve a olhar para além dos nossos sistemas políticos atuais, embora esteja bem claro que as respostas que procuramos não se encontram dentro da política de hoje.»
Greta Thunberg  
«...bem se pode dizer que é legítimo defender que o transporte público deveria ser crescentemente desmercantilizado e ter como objectivo ser, no essencial, gratuito, assumindo o Estado, e em particular o capital, os custos de funcionamento do sistema. Mas sobretudo porque uma política alternativa centrada no interesse público tem que ser desamarrada da estrita visão do transporte olhado a partir do “económico”, para o ver e garantir como um direito mais geral inerente à vivência social, ao acesso à fruição e ao acesso a bens culturais, com as suas inegáveis vantagens de melhoria das condições de vida e protecção ecológica e ambiental.»

3 comentários:

Anónimo disse...

Não me foi possível visualizar o primeiro vídeo, mas já o conheço.

Partilho e deixo o abraço de sempre.


Maria João

voza0db disse...

Boas!

A inocência, não apenas das crianças, mas também dos adolescentes é admirável.

Uma das mensagens mais bonitas que li aquando da manif/greve às aulas de jovens escravos boçais tugas foi a seguinte:

"FODE O TEU NAMORADO/A NÃO FODAS O AMBIENTE"

Estava escrita em inglês porque em Português, fica claro, que não soa bem!

Como já me deixei de escrever... Não há volta a dar. A volta será dada sem a nossa intervenção e as manadas de boçais umanos apenas irão mugir e tentar fugir.

Será contudo divertido. E pelo que continuo a contemplar é para isso que cá estamos... DIVERSÃO!

Abraço
voz

Manuel disse...

Esta conversa toda acerca do clima só serve para desviar a atenção dos problemas reais.
Não há evidência do que afirmam (que o homem com a sua actividade está a influenciar o clima no Planeta) é uma questão de fé.
Não confundam Poluição com Alterações Climáticas (o clima não é nem nunca foi estático).