17 abril, 2019

França vs. Iraque



A realidade, partida a meio, é sentida pela parte que sente mais uma que outra, e perde a visão do todo que devia provocar dor com igual intensidade.

O incêndio em Notre Dame é (já) uma enorme perda para a Humanidade. Mas há outras perdas, que quando ocorreram não fizeram correr tanta tinta, tanta imagem nem tanta lágrima.
Lembram-se do saque dos museus iraquianos após a ocupação militar das principais cidades do país?
Lembram-se do saque e o incêndio da Biblioteca Nacional do Iraque?

Não se lembrarão pois as parangonas dos jornais, as que então houveram, voaram rápidas e breves foram as notícias e as reportagens. E até, agora mesmo, consultado o google quase parece nada ter acontecido.

É verdade, França é aqui logo. Até se dizia que todos os bebés vinham de lá. E, assim, perda de Notre Dame é, por aqui, bem sentida. O Médio Oriente, é longe... e os povos de lá jamais esquecerão.
Sobre as metades das verdades, o vídeo (retirado da página da Ana Margarida de Carvalho) é a expressão exacta daquilo que me vai na alma... 

 

5 comentários:

ematejoca disse...

Após o choque terrível, pensei exactamente como tu, camarada Rogério. Há catástrofes muitíssimo mais graves com vítimas.

No entanto, há uma diferença:; enquanto que conheço Notre-Dame, Paris, a cultura francesa. Os países árabes não conheço nem quero conhecer. Não têm lugar no meu coração 💓

Elvira Carvalho disse...

É bem verdade. Temos tendência a ser seletivos com as nossas emoções.
Abraço e boa Páscoa

Anónimo disse...

O vídeo é brutal.

O coração é apenas um músculo que, verdade seja dita, nos serve de motor e que pode deixar-nos em grandes apertos se o maltratamos ou se nos emocionamos demasiado. Já o cérebro, esse, é bem capaz de voar mais longe e deduzir o sofrimento alheio ainda que a muitos fusos horários de distância.

Quando, e se, aprendemos a dar à ética o mesmo valor que damos às emoções intensas, viscerais, imediatas, somos capazes de nos rebelar contra uma tão brutal assimetria.


Abraço,


Maria João

Ana Tapadas disse...

O Iraque - velha Mesopotâmia - berço da História! Lembro-me desse dia...

Abraço fraterno.

Larissa Santos disse...

É preciso é investigar se esse dinheiro vai mesmo para lá. É triste, quando tanta gente sofre e passa fome... :((

Hoje, com a participação de ambos:- Páscoa :- JESUS é Amor, Luz, Felicidade (Poetizando e Encantando)

Bjos
Votos de uma óptima noite, e uma Santa Páscoa.